sábado, 22 de setembro de 2018

Centro Comercial Aricanduva promove a 15ª Aricanduva Run

A prova acontece em 30 de setembro e estima reunir mais de quatro mil atletas

Por mais um ano, o Centro Comercial Aricanduva, maior centro de compras e entretenimento da América Latina, realiza a Aricanduva Run, que chega à sua 15ª edição. A prova, que é tradicional na região Leste de São Paulo, possui patrocínio exclusivo da Speedo e integra o calendário oficial de eventos da Prefeitura de São Paulo. O evento acontece em 30 de setembro e estima reunir mais de quatro mil atletas.

Com três opções de percursos, corrida de 9km ou 4km e caminhada de 4km, a concentração e largada da prova será no Shopping Aricanduva. As inscrições possuem valor de R$70 e podem ser realizadas digitalmente, por meio do site:http://corridaaricanduva.com.br ou no próprio Shopping, até o dia 24 de setembro. A largada acontecerá em dois horários: às 7h (9km) e às 7h45 (4km).

A retirada do kit com camiseta e número de peito acontecerá nos dias 28 e 29 de setembro, ao lado da loja Polo Wear.

“Valorizamos as iniciativas que estimulem a prática de atividades físicas e, neste ano, não será diferente. Já promovemos a Cãorrida e o Eu de Bike, agora é o momento de concentrarmos os nossos esforços para a Aricanduva Run que, pelo terceiro ano consecutivo, terá a participação da Speedo como patrocinadora do evento”, destaca Marcos Sérgio de Oliveira Novaes, Superintendente do Centro Comercial Aricanduva.



Serviço:
Centro Comercial Aricanduva – 15ª Aricanduva Run
Endereço: Avenida Aricanduva, 5555 – Vila Matilde.
Data: 30 de setembro.
Largada: às 7h (9km) e às 7h30 (4km).
Para mais informações: http://corridaaricanduva.com.br.
Estacionamento Gratuito.

Sobre o Centro Comercial Aricanduva

O maior Shopping da América Latina está no primeiro lugar na preferência dos consumidores da Zona Leste de São Paulo, recebendo 4,5 milhões de pessoas ao mês. Com estacionamento gratuito, é formado pelo Shopping Aricanduva, Interlar Aricanduva, voltado para o segmento moveleiro, e Auto Shopping Aricanduva, especializado em automóveis, motos, acessórios e serviços. O complexo, com 1 milhão de m², possui 545 lojas, 13 concessionárias completas de veículos e motos, 13 salas de cinema, três praças de alimentação, três hipermercados, dois home centers, 1 academia, área completa de lazer e a unidade leste do Detran, do Hospital Cema e do laboratório Lavoisier Medicina Diagnóstica. Para mais informações, acesse: www.aricanduva.com.br.

http://twitter.com/#!/aricanduva
https://www.facebook.com/aricanduva
https://www.instagram.com/shoppingaricanduva




Seguro de Vida: como garantir o recebimento do benefício

Moacir Guirão
Especialista em Direito do Consumidor, o advogado Moacir Guirão explica as principais dúvidas sobre as recentes mudanças na lei que ampara o serviço


Anunciada recentemente pelo Superior Tribunal de Justiça, a Súmula 609 ordena que a recusa de cobertura securitária sob alegação de doença preexistente, é ilegal se não houve a exigência de exames prévios à contratação ou a demonstração de má-fé do segurado.

De acordo com o advogado Moacir Guirão, especialista em Direito do Consumidor, entre os diversos pontos a serem analisados durante o firmamento de um contrato, a transparência na declaração das informações pode evitar surpresas indesejadas. Abaixo, o advogado lista as principais dúvidas sobre a contratação de um Seguro de Vida, e apresenta dicas de como conduzir esse processo.

Na prática, o que significa esta decisão anunciada pelo STJ em relação à Súmula 609?

Moacir Guirão: Significa que a partir de agora, a seguradora não poderá recusar o pagamento do valor contratado ao beneficiário, alegando que o contratante apresentava alguma doença preexistente, sem poder provar, por meio de laudo clínico, que deverá ser solicitado no ato da contratação do serviço. Por outro lado, caso haja indícios de má-fé por parte do consumidor, o mesmo não será amparado.

Esta decisão vale para todos os contratos?

MG: Sim! Além dos que serão formalizados, a decisão vale para o que estão em vigência, além de amparar os casos, de até um ano atrás, em que foram apresentadas negativas, e o contratante poderá propor ação.

E se mesmo após a entrega do laudo clínico a seguradora não cumprir o acordo, o que fazer?

MG: Caso o laudo clínico indique que o contratante não apresentava nenhuma enfermidade prévia à contratação, e mesmo assim assim seguradora decida pelo não cumprimento do acordo, o consumidor deverá acionar a Justiça de sua região. Por se tratar de uma decisão anunciada pelo STJ, todos os tribunais abaixo devem acatar, ou seja, o juiz da sua cidade, que é de primeira instância, deverá seguir a ordem do Superior Tribunal de Justiça.

No ato da contratação do Seguro de Vida, a empresa não solicitou o laudo clínico, o consumidor pode ser prejudicado?

MG: Se o contrato foi assinado sem que o laudo clínico fosse solicitado pelo banco ou corretora que oferece o serviço, o consumidor não poderá ser lesado no momento do resgate. Caso haja recusa por parte da segura, vale seguir o conselho de acionar a Justiça. Porém, agora que você sabe que o documento é necessário, é aconselhável providenciá-lo mesmo que por algum motivo não seja solicitado.

Qual a dica para que o consumidor não tenha surpresas indesejadas?

MG: É muito importante que o consumidor seja sincero no ato da contratação do Seguro de Vida. Do contrário, o beneficiário poderá não receber o valor estipulado no contrato. Portanto, ao preencher o formulário que será entregue pelo banco ou corretora, seja transparente, pois a Súmula 609 não ampara quem age com má-fé contra o judiciário ou as empresas que oferecem o serviço. Vale destacar, também, que o laudo clínico deve ser verídico. Caso haja indícios de qualquer tipo de irregularidade no documento, o contratante além de não receber o benefício, poderá ter que se entender com a Justiça.




segunda-feira, 2 de julho de 2018

Manifestação Pública contra a MP 841 e em defesa dos recursos da Cultura



Manifestação Pública contra a MP 841 e em defesa dos recursos da Cultura





" 1- Demoramos muitos anos para despertar a atenção de todos sobre a participação dos fazedores de cultura em 3% sobre os jogos de loteria e quando estamos prestes a conseguir esta vitória, vem o governo e baixa uma Mp, a 841 que tira de nós esta chance.
2- Por justiça a OAB se soma nesta luta a favor dos fazedores de cultura e promove no dia 4 de julho, às 19:00 no TUCA um ato de desagravo contra esta intenção.
3- É hora de nos somarmos a esta iniciativa e comparecer neste dia, em apoio aos que enfim defendem nossos interesses.
4- Compareça e leve um colega, espalhe a notícia, venha, é realmente importante.

Maestro Amilson Godoy"

Saiba mais aqui

segunda-feira, 25 de junho de 2018

Estilista Helena Caio homenageia Andrea Funaro

Helena Caio veste vestido strech azul marinho,
e Andrea Funaro veste vestido babados,
ambos da coleção de inverno 2018
Foto: Alvaro Toledo Leme
Helena Caio, empresária e diretora criativa da marca homônima, recebeu na segunda-feira (25) convidados no seu Alelier, no bairro Cidade Jardim (São Paulo) para um almoço em comemoração ao aniversário de Andrea Funaro. O local já é conhecido por eventos impactantes, sempre para convidados especiais que buscam a exclusividade da coleção de peças em couro desenvolvidas pela estilista.

A coleção da grife Helena Caio traz como referência peças feitas a mão, sempre com um número limitado de itens que preservam a exclusividade da marca, aliadas à ousadas aplicações, bordados, mistura de materiais, formas, desenhos e texturas. A coleção Inverno 2018 foi inspirada na África, trazem os temas Jungle Leaves e África Print e podem ser adquiridas por meio de visita marcada no atelier da empresária ou pelo IG @helenacaiooficial.

A grife Helena Caio, lançada em 2017, traz modernidade ao universo da moda brasileira em peças básicas e outras mais ousadas, que vão desde vestidos tacheados, coletes alongados, calças pantacourt de cintura alta e coloridas jaquetas bombers com flores bordadas, que chegam ao encontro dos desejos de uma mulher arrojada e elegante.

"Nossa cliente quer ser diferente mas sempre com a pegada chic de se vestir. Nossas peças são versáteis, atemporais, pois o couro transita em diversos ambientes, e dependo dos acessórios a mesma peça assume diversos estilos".

INSTAGRAM : @helenacaiooficial


Contato:
Whatsapp : + 55 11 97477-2727 | comercial@helenacaio.com.br


Veja quem passou na festa de Andrea Funaro:

Shopping Anália Franco traz corrida solidária BomPar




Instituição abre inscrições para competição que busca arrecadar fundos e concluir suas obras de expansão

No dia 22 de julho, o Shopping Anália Franco reunirá corredores que participarão da corrida BOMPAR. Com largada às 7 da manhã, a prova que está com inscrições abertas, têm percursos de 3, 5 ou 10km. Todos os participantes ganham um kit com camiseta, sacola, medalha e número de peito.

O evento, organizado pelo Centro Social Nossa Senhora do Bom Parto, terá como objetivo arrecadar fundos para manutenção dos serviços e conclusão das obras de expansão da instituição. Atualmente o BOMPAR possui 54 unidades, com aproximadamente 10.000 atendimentos por dia para crianças, adolescentes, idosos e pessoas em situação de rua. A entidade presta diferentes serviços como auxílio médico, atividades socioculturais, capacitação entre outros.

Além do kit corredor, os três primeiros lugares dos 5 e 10km (masculino e feminino) ganharão troféu. Para grupos com mais de 10 participantes, há desconto de 10% na inscrição.

SERVIÇO CORRIDA BOMPAR:
Data: 22/07/18
Local: Shopping Anália Franco – Av. Regente Feijó, 1739 - Tatuapé
Percurso: caminhada 3k, corrida 5k e 10k (confira o mapa)
Kit: camiseta, sacochila, medalha e número de peito
Realização: BOMPAR
Organização: SX2 Eventos
Inscrições: Ativo.com ou Ticketagora.com.br.
Terceiro lote com 15% de desconto.

Sobre o Shopping Anália Franco

Inaugurado em 1999, o Shopping Anália Franco é referência em moda, estilo e sofisticação na Zona Leste de São Paulo. O empreendimento faz parte da vida dos moradores da região, que encontram no Shopping um mix de lojas completo e qualificado. Alguns de seus principais destaques são os serviços oferecidos e a preocupação com a ambientação – paisagismo, iluminação natural, corredores largos e pé direito alto e lounges – que tornam a visita ao estabelecimento um momento extremamente agradável. Atualmente, o Shopping Anália Franco possui 403 lojas. Entre as opções de serviços e lazer estão redes como Companhia Athletica, Laboratório Fleury, Tok & Stok, Studio W e UCI Cinemas, com nove salas, sendo uma delas IMAX. O Shopping também possui relevantes marcas nacionais e internacionais como Forever 21, Lindt, Swarovski, Miniso, Nespresso, Sephora, Ben&Jerrys, MAC, Osklen, Calvin Klein, VR, Lacoste, Starbucks, Pandora, Le Lis Blanc, Jorge Alex e Ricardo Almeida. Na gastronomia, estão os restaurantes Abbraccio, Almanara, America, Burger Joint, Madero, Mastino, Nahoe Sushi, Outback SteakHouse, Spaghetti Notte e The Fifties, além da confeitaria Pati Piva. Completam a lista, 21 opções de fast-food instaladas na praça de alimentação, além de cafés e doçarias.

Descubra 7 erros que acabam com a produtividade da equipe



Especialista em turnaround aponta os erros que os profissionais mais cometem e oferece algumas dicas pra acabar com a improdutividade

Fonte: Flávio Ítavo

Apenas 39% do expediente de trabalho é produtivo, aponta estudo realizado pela Workfront, empresa de softwares dos EUA. O número é baixo, mas se torna relevante e bastante preocupante quando paramos para analisar os motivos que o colocam nessa posição. De acordo com o especialista em turnaround Flávio Ítavo o segredo está na definição clara e objetiva das tarefas, comunicação com os colaboradores e na ausência de metas. Confira abaixo alguns erros e dicas que podem ajudar com a improdutividade.

1º Erro – Direcionamento inadequado das tarefas executadas.

De acordo com o especialista, esse é o erro mais comum e que gera o maior impacto na produtividade das equipes. Em sua maioria, as tarefas são realizadas sem estarem alinhadas com os objetivos globais da área/empresa. A solução é analisar detalhadamente a sequência de trabalho de cada um dos colaboradores, alinhando esta carga de trabalho com os objetivos estabelecidos. Você perceberá muitas tarefas duplicadas, algumas sem relevância alguma e outras que são feitas sem haver uma demanda clara dos motivos que a direcionam.

“Em uma empresa que trabalhei, certo dia fiz um levantamento na área de controladoria e reportes, que executava uma média de 200 relatórios mensais. Num determinado mês resolvi interromper a execução de aproximadamente 100 relatórios, e recebemos a reclamação de apenas seis (06) deles. Ou seja, todos os demais não tinham a necessidade de serem produzidos. Com essa ação eliminamos e otimizamos boa parte do processo”, aponta Ítavo que tem passagem por grandes empresas.

2º erro – A carga de trabalho a qual cada um dos funcionários é submetida.

A carga de trabalho a qual os funcionários são submetidos, em grande parte das vezes, é simplesmente desconhecida, o que faz com que em termos gerais, nossa força de trabalho (mão de obra) seja superestimada, enquanto a capacidade de produzir seja bastante subestimada. A solução é analisar a carga de trabalho de cada um dos subordinados. Na maior parte das vezes apenas entrevistar cada um dos postos é suficiente para termos uma boa noção dessa demanda.

3º erro – Ausência de metas e objetivos na produção.

Boa parte das empresas não possuem objetivos de produção estabelecidos para um turno de trabalho. Isso faz com que a produção seja acompanhada de forma mais indolente que o necessário. Corrija estabelecendo metas de trabalho, que possam ser acompanhadas turno a turno, dia após dia. Apresente essas metas em lugares bem visíveis a toda equipe, de maneira que todos possam acompanhar o andamento dos processos de maneira intuitiva.

4º erro – O clima no ambiente de trabalho é ruim.

Esse é um dos pontos cruciais para os quais boa parte dos gestores não costumam investir tempo e atenção. As pessoas passam mais tempo na empresa do em casa, pelo menos no que tange a tempo “acordado”. Não há ser humano que consiga produzir de forma adequada se o ambiente de trabalho não for bom. Acompanhe através de pesquisas e contatos a qualidade do ambiente de trabalho. Se necessário, desenvolva atividades extratrabalho no sentido de aliviar as tensões e direcionar a motivação para que a equipe se concentre em atingir os objetivos almejados. Manter um bom clima de equipe não é uma tarefa fácil, mas com paciência e muita persistência tudo pode ser corrigido e melhorado.

5º erro – As expectativas não estão alinhadas.

Alinhar as expectativas é tão ou mais importante que motivar seus colaboradores. Quando as expectativas são desconhecidas na base da pirâmide hierárquica, fica difícil convencer a todos que seu esforço é de extrema importância. A solução é alinhar as expectativas e deixar todos os colaboradores “na mesma página”. Fazer isto não é uma tarefa fácil e requer muito trabalho. Por outro lado, quando todos estão cientes do que é necessário ser feito, a equipe se estrutura de maneira mais clara e fica mais fácil para todo mundo determinar as prioridades do trabalho.

6º erro – Agir como se fosse um grupo de pessoas, mas não se comprometer como um time.

Equipes são conjuntos de indivíduos. Se cada um deles trabalhar com um objetivo, um ritmo e uma cadência, via de regra teremos um espaço onde se faz muita força para remar e se obtém pouco resultado. A solução é montar um time. Pode ser mais complicado que contratar uma equipe, mas ao mesmo tempo traz muito mais produtividade, prazer e resultado. Times são equipes muito bem coordenadas, bem alinhadas e com fatores motivacionais que permeiam a coletividade daquela equipe. Um time sabe que para vencer, todos devem apresentar sua conta de comprometimento e esforço, em objetivos que nem sempre estão sob a responsabilidade de uma pessoa apenas, mas sim do grupo como um todo.

7º erro – Há muitos ambientes de trabalho que dificultam a execução das tarefas.

Um excelente exemplo disso são os escritórios com amplos espaços abertos e divisórias de vidro. Não há vantagens em colocar, por exemplo, 80 pessoas em uma sala, sem obstáculos para o som ou a visão que cada colaborador terá do coletivo. Escritórios com esse tipo de estrutura, muitas vezes em baias, permitem que os colaboradores sejam constantemente interrompidos por outros colegas, além de participarem de ruídos promovidos por pessoas andando e telefones tocando constantemente. A solução é estudar o ambiente de trabalho e certificar-se que o ambiente não será disruptivo, barulhento e que favoreçam a falta de concentração do colaborador.

Sobre Flávio Ítavo

Executivo com experiência em empresas multinacionais e nacionais de grande porte de diferentes segmentos como Danone, Warner Lambert, Bunge Alimentos, Coty Inc, KPMG, Belsonno, Grupo Canopus e Grupo Niponsul, em posições de Gerência Geral e Diretoria Financeira, de Produção e Vendas, e em Turnaround de empresas como Avis Renta a Car e Cofibam, Flávio Ítavo especializou-se na recuperação de companhias e no redirecionamento para alavancar vendas e resultados. Ao longo de 30 anos, Flávio construiu uma carreira sólida como negociador, na criação de alianças, joint ventures, compra e venda de empresas, desenvolvedor de estratégias e táticas de sucesso, criador e iniciador de novos segmentos, produtos e mercados. Hoje, é um dos maiores especialistas em Turnaround, focando seus esforços na recuperação de grandes empresas e readequação aos novos tempos do mercado.

Sobre Turnaround

O Turnaround ficou conhecido como processo de recuperação ou renovação corporativa. As stratégias de Turnaround visam avaliar todos os setores de uma companhia, incluindo seus valores e sua missão, propor e executar estratégias agressivas para uma reestruturação profunda e uma mudança de rumo que recoloque a empresa no eixo e permita voltar a crescer. Embora muitas companhias ainda tenham dificuldade em admitir a necessidade do Turnaround, o processo já ajudou a recuperação e na volta por cima de muitas marcas no Brasil e no mundo.

Saiba mais:
Flávio Ítavo | flavioitavo.com.br | flavio_itavo@uol.com.br

quinta-feira, 31 de maio de 2018

CAMINHONEIROS SE ORGANIZAM RUMO A BRASILIA

Grupos de caminhoneiros estão se organizando para seguirem rumo a Brasilia. As comunicações podem ser acompanhadas no Youtube em streaming de rádio.




As manifestações previstas para este final de semana no Brasil foram divulgadas em uma lista


Comunidades de várias regiões estão se mobilizando para ajudarem os caminhoneiros.



domingo, 27 de maio de 2018

Fundação SOS Mata Atlântica celebrou o Dia da Mata Atlântica neste domingo (27/05)


Voluntários retiram 70 sacos de 60 litros com lixo dos parques

A Fundação SOS Mata Atlântica realizou neste domingo (27/05), o evento “Seja Voluntário no Dia da Mata Atlântica“. Além de chamar a atenção para a data, a ação voluntária reuniu mais de 350 pessoas em cinco parques de São Paulo (Água Branca, Ecológico do Tietê e Profª Lydia Natalizio Diogo - Vila Prudente, Horto Florestal e Trianon) com o objetivo de realizar atividades como mutirões de limpeza e plantio de mudas de árvores nativas da Mata Atlântica.

No Parque Trianon, o destaque foi a necessidade de retirar as plântulas e sementes de uma palmeira australiana invasora, a seafórtia (Archontophoenix cunninghamiana), espécie exótica introduzida para fins paisagísticos quando da criação do parque, em 1892. Estudos da Secretaria do Verde e do Meio Ambiente mostram que o parque sofre uma invasão biológica dessa palmeira, que se sobrepõe às demais árvores nativas de Mata Atlântica. Elas foram alvo de uma ação de retirada – os voluntários conseguiram encher 30 sacos de 60 litros. Houve também o plantio de 10 mudas de árvores nativas que originalmente habitavam aquele fragmento, como a peroba, o jenipapo e o jatobá.

“A gente acha que apenas plantar pode fazer o bem ao meio ambiente, mas achei interessante a necessidade de retirar esta espécie. Aqui aprendemos como também manter as novas mudas plantadas e isso vai além do preservar. Levamos daqui um ensinamento para a vida“, afirma Ana Paula Macedo, que esteve no parque Trianon com sua família.

Em alguns locais, como no Parque Ecológico da Vila Prudente, os grupos realizaram mutirões de limpeza. O que mais chamou a atenção do público foi a quantidade de resíduos encontrados. “É importante que as pessoas tenham este olhar durante a visitação aos parques. O que mais impressionou foi a quantidade e diversidade de lixo coletado. Isso é muito importante para conscientizarmos sobre a necessidade de destinar corretamente os resíduos e também recolher o que estiver em local inadequado“, afirma Marcia Hirota, diretora-executiva da SOS Mata Atlântica. No parque da Vila Prudente, foram mais de 20 sacos de lixo coletado.

No Parque da Água Branca, a maioria dos voluntários era frequentadores desde a infância e agora levam seus filhos para usufruir do local. Segundo eles, ao plantar as 20 mudas nativas, deixam um importante legado para as próximas gerações. Com a ação, os voluntários encheram 17 sacos de lixo.

Já no Parque Ecológico do Tietê, a mobilização das famílias foi o grande destaque. Em uma delas, todas as gerações se engajaram, desde os netos até os avós puderem participar de diversas atividades, como uma trilha de 4 km pela Mata Atlântica.

Escolas também não ficaram de fora da ação. No Horto Florestal, um professor levou 10 alunos de uma escola de Mogi das Cruzes. Ponto positivo para este parque foi o pouco lixo encontrado. Os voluntários aproveitaram para organizar um área de lazer com quantidade excessiva de folhas.

O Viva a Mata 2018 conta com o apoio das secretarias Estadual do Meio Ambiente (SMA) e Municipal do Verde e do Meio Ambiente (SVMA), além do Departamento de Águas e Energia Elétrica (DAEE).

Desmatamento da Mata Atlântica
Nesta semana da Mata Atlântica, novos dados de desmatamento do bioma foram divulgados pela Fundação SOS Mata Atlântica e Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE). O Atlas da Mata Atlântica constatou uma redução de 56,8% no desmatamento entre os anos de 2016 e 2017 comparado ao período de 2015-2016. No último ano, foram destruídos 12.562 hectares (ha), ou 125 Km², nos 17 estados do bioma. Trata-se do menor índice total de desmatamento desde quando as organizações monitoram o bioma – 32 anos.

Apesar da redução, a SOS Mata Atlântica chama a atenção para a importância de um compromisso de toda a sociedade pela proteção do bioma para que o desmatamento reduza ainda mais e que seja alcançado o desmatamento ilegal zero - em torno de 100 hectares ou 1km², já presente em sete estados, como São Paulo – o estado desmatou 90 hectares do bioma entre 2016 e 2017.

Sobre a Fundação SOS Mata Atlântica
A Fundação SOS Mata Atlântica é uma ONG ambiental brasileira. Atua na promoção de políticas públicas para a conservação da Mata Atlântica por meio do monitoramento do bioma, produção de estudos, projetos demonstrativos, diálogo com setores públicos e privados, aprimoramento da legislação ambiental, comunicação e engajamento da sociedade em prol da recuperação da floresta, da valorização dos parques e reservas, de água limpa e da proteção do mar. Os projetos e campanhas da ONG dependem da ajuda de pessoas e empresas para continuar a existir. Saiba como você pode ajudar em www.sosma.org.br.

sábado, 26 de maio de 2018

JANNY LOPES realiza show intimista no palco da OMB

Janny Lopes - Foto: Divulgação

A cantora JANNY LOPES, uma revelação do ano passado com seu CD autoral : " Deus é Fiel", que já desfilou fé e esperança pelos palcos da WebTevê Amaral, Igrejas Evangélicas de várias denominações, Programa Jornal do Brás e no Acústico do Centro Musical Morumbi, com o firme propósito de divulgar seu trabalho na música, tem novidades.

Com a voz muito elogiada, determinação, coragem e o incentivo adquirido nas experiências do ano passado, JANNY LOPES lançou oficialmente, seu CD "Deus é fiel", nos palcos da Ordem dos Músicos do Brasil- OMB, em São Paulo, no dia 11 de maio.
Após suas incursões pelo mundo Gospel, com a liberdade de quem canta para emocionar, sem contudo se descuidar de sua essência criativa, ela, resolveu reunir IMPRENSA e AMIGOS, para uma mostra daquilo que gosta de fazer: cantar.

Em um Pocket show, intitulado: " Vamos cantar porque Deus é Fiel", JANNY LOPES irá presentear seus convidados com um repertório variado e intimista. Onde homenageará grandes intérpretes das Músicas Gospel e Popular Brasileira, a exemplo de Alcione,( Não deixe o samba morrer), Marisa Monte ( Bem que se quis) Gonzaguinha,(Sangrando), Elis Regina,( O bêbado e a Equilibrista), Damares,( Sabor de Mel), entre outros.




sexta-feira, 25 de maio de 2018

Oito dicas para os idosos enfrentarem o frio

Além do risco de gripe e pneumonia, outro problema que se agrava nesta época é a desidratação.

Com a queda da temperatura, cai também a imunidade dos idosos. Por isso, é preciso ter uma atenção redobrada durante as duas estações mais frias do ano. E não é só do frio que precisamos protegê-los. Além do risco de gripe e pneumonia, outro problema que se agrava nesta época é a desidratação.

A enfermeira especialista das práticas assistenciais da Cora Residencial Senior, Joely Malachia, enfatiza a importância das vacinas contra o vírus da gripe e a Pneumo 23, realizadas gratuitamente em todos os postos de saúde, para pessoas com mais de 60 anos. “O organismo de um idoso já é mais frágil do que de um adulto, por isso é preciso evitar ao máximo qualquer tipo de gripe. Mesmo uma simples gripe pode se tornar uma doença muito mais grave, como pneumonia”, explica.

Além da vacinação, é muito importante que o idoso utilize roupas adequadas para as temperaturas do dia. É necessário estar sempre com roupas mais quentes e, ao sair de casa, colocar toucas ou protetores nas orelhas, além de luvas. Também é importante evitar contato com pessoas que estejam doentes, já que o vírus circula pelo ar e é transmitido pelo contato.

Uma grande preocupação é a pneumonia. De acordo com o Sistema Único de Saúde (SUS), esta doença respiratória, que pode ser por vírus ou bactéria, é a principal causa de internação de idosos. Um dos maiores problemas desta doença em pessoas da terceira idade é que nem sempre os sintomas se manifestam. “Quanto mais tardio o início do tratamento, mais complicações podem acometer o paciente, até mesmo em outras doenças pré-existentes, como a insuficiência cardíaca e hipertensão arterial”, relata a enfermeira.

Circulação de ar

Em dias frios, é comum não abrirmos portas e janelas. Isso é um erro muito grave. “Ambientes fechados são mais propícios para a transmissão de doenças virais e bacterianas. Por isso, mesmo que esteja aquele ventinho gelado, deixe alguma janela um pouco aberta, para que o ar circule”, comenta Joely.

De acordo com ela, um dos grandes problemas que muitos idosos enfrentam neste período e nem sempre é observado por quem cuida deles é a desidratação. “Normalmente, eles já não ingerem tanto líquido quanto nós e durante o outono e o inverno esta situação piora, já que eles não sentem sede e nem consomem produtos ricos em água, como sucos e frutas.” Para evitar isso, Joely indica o consumo de, ao menos, três xícaras de chá durante o dia, além de aumentar a oferta de alimentos que contenham mais líquidos, como sopas.

Os cuidados com os idosos:

1 – Utilizar roupas adequadas para as temperaturas baixas para evitar hipotermia;

2 – Ingerir bastante líquido para evitar desidratação, como chás;

3 – Dar preferência para alimentos que contenham mais líquidos, como sopas, legumes, salada de frutas, além dos sucos;

4 – Evitar espaços fechados;

5 – Manter alguma porta ou janela entreaberta para circulação do ar;

6 – Evitar contato com pessoas doentes;

7 – Tomar as vacinas da Gripe e da Pneumo 23;

8 – Não se automedicar: qualquer sintoma de resfriado procure um médico para avaliar o idoso e verificar qual o tratamento mais adequado.

Sobre a Cora

A Cora foi criada em 2015 para oferecer um residencial sênior moderno e romper com as ideias e modelos das antigas casas de repouso. Administrada pela empresa Brasil Senior Living (BSL), tem como objetivo revolucionar o conceito de instituição de longa permanência, com uma experiência única de cuidado, carinho e acolhimento. Entre os diferenciais estão a localização das unidades em regiões estratégicas da cidade, a estrutura projetada e construída para atender às necessidades dos idosos, a visita aberta a qualquer hora do dia, o atendimento assistencial 24 horas e os serviços de qualidade com terapias modernas e atualizadas.

As unidades Campo Belo, Villa Lobos, Jardins, Ipiranga, Tatuapé e Higienópolis oferecem mais de mil leitos, com assistência 24 horas e serviços de ginástica em grupo, aula de teatro, cinema, salão de beleza e muito mais.

Endereços:

Campo Belo - Rua Demóstenes, 748
Higienópolis - Rua Marquês de Itu, 816
Ipiranga - Rua Antônio Marcondes, 427
Jardins - Rua Leôncio de Carvalho, 98
Tatuapé - Rua Azevedo Soares, 21
Villa Lobos - Rua Professora Helena Moura Lacerda, 131

Mais informações: www.coraresidencial.com.br