PROGRAMA BALADA DA FADA

sábado, 25 de dezembro de 2010

Secretaria da Habitação e Sindicato dos Engenheiros vão prestar assistência gratuita à baixa renda

O diretor Técnico da CEDHU, João Abukater Neto, o
presidente do SEESP, Murilo Celso Campos Pinheiro, e o secretário Lair
Krähenbühl (foto JMPereira)
Protocolo de intenções assinado hoje vai assegurar serviços gratuitos de engenharia e arquitetura a famílias com renda mensal de até cinco salários mínimos O secretário de Estado da Habitação e presidente da Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano (CDHU), Lair Krähenbühl, e o presidente do Sindicato dos Engenheiros no Estado de São Paulo (Seesp), Murilo Celso de Campos Pinheiro, assinaram protocolo de intenções para oferecer assistência técnica gratuita a famílias de baixa renda.. O acordo foi firmado hoje, dia 23, na sede da Secretaria, em São Paulo. A iniciativa vai garantir que os projetos de moradias da população de baixa renda sejam executados com amparo técnico especializado. A Secretaria da Habitação vai aportar recursos para o atendimento e fiscalizar a atuação dos profissionais credenciados, disponibilizados pelo Seesp. "A parceria é muito importante para que a população tenha uma assistência técnica adequada na hora de construir, reformar ou regularizar seus imóveis", disse o secretário Lair Krähenbühl. Para entrar em vigor, deverá ser assinado um convênio entre as partes e os municípios, que ficarão responsáveis pela seleção das famílias que poderão utilizar o serviço. "Assim como são disponibilizados médicos no SUS e advogados pela Defensoria Pública, o cidadão cadastrado terá o direito ao serviço gratuito de engenharia e arquitetura", explicou o diretor do Seesp, Carlos Augusto Ramos Kischner.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Aqui você poderá fazer suas denúncias e comentários.
Se você recebeu algum comentário indevido. Utilize-se deste canal para sua defesa.
Não excluiremos os comentários aqui relacionados.
Não serão aceitos comentários com palavras de baixo calão ou denúncias infundadas. Aponte provas caso queira efetuar suas denúncias, caso contrário, seu comentário será removido.