PROGRAMA BALADA DA FADA

segunda-feira, 10 de janeiro de 2011

Aniversário de SP - Multispectral mostra fotos aéreas da evolução de SP durante meio século

No dia 25 de janeiro São Paulo completa 457 anos. Para marcar a data, a Multispectral Mapas Digitais, pioneira na produção nacional de mapas digitais no Brasil, apresenta um olhar especial sobre a cidade nos últimos 53 anos. Por meio de fotografias aéreas, tiradas em 1958 e em 2008, a empresa verificou que a cidade sofreu mudanças radicais ao longo do tempo, e decidiu disponibilizar estas imagens no seu site: www.geoportal.com.br.

“Ver as transformações da maior cidade do Brasil ao longo de 53 anos é uma experiência incrível para qualquer pessoa que conheça a cidade. É possível redescobrir cada um dos seus locais favoritos”, diz Wagner Pacífico, diretor de Mobilidade da Multispectral.

Em 1958, a Mooca já era um bairro populoso. De lá para cá, é possível notar que a maioria das casas e prédios permaneceu. No Centro, quase todos os prédios já existiam. “A diferença mais incrível é no cruzamento entre as avenidas 9 de Julho e a 23 de Maio e o Anhangabaú”, afirma.

Longe dali, São Paulo ainda era cheia de mato. O final do trecho sul da avenida Nações Unidas se transformou em um grande parque de indústrias. Enquanto as áreas verdes no Parque do Morumbi se mantiveram, todo o restante foi tomado por residências e empresas. O bairro do Morumbi tinha poucas ruas abertas para os primeiros loteamentos. Hoje, a região é dividida entre o bairro mais rico e a maior favela de São Paulo, a Paraisópolis. Já a avenida Engenheiro Luis Carlos Berrini teve sua ampla região desabitada transformada num dos maiores centros comerciais da cidade.

Um passeio por São Paulo revela o crescimento da população no bairro Alto de Pinheiros e a verticalização da população na avenida Paulista. O bucólico rio Tietê, canalizado para a passagem da Marginal Tietê, e a ocupação populacional, que cresceu até os limites de Itaquera. A valorização de bairros como a Chácara Klabin e o aumento de avenidas e veículos em grandes avenidas, como a Bandeirantes e a Washington Luís aparece fortemente.

Em geral, as fotos mostram que São Paulo tinha muito mais verde, e quase nenhum carro. “Com a construção e o alargamento das avenidas, São Paulo mudou muito, e às vezes é difícil de reconhecer o local olhando as imagens de 1958. Por isso, é um teste interessante se localizar através das construções mais antigas, como o Copan ou o isolado Hospital do Servidor, e se surpreender na falta de coisas não tão antigas, como o Cebolão, a avenida 23 de Maio e o MASP”, comenta.


Paraisópolis, SP, em 1958




Paraisópolis, SP, em 2008



Imagem aérea da Represa de Guarapiranga em 1958


Imagem aérea da Represa de Guarapiranga em 2008

Redondezas da Marginal Pinheiros, em 1958


Região de Pinheiros no ano de 2008


Região do Ibirapuera, em 1958



Região do Ibirapuera, em 2008







Foto aérea do Zoológico de São Paulo em 1958



Foto aérea do Zoológico de São Paulo em 2008



Região do Sumaré, SP, em 1958





Região do Sumaré, SP, em 2008


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Aqui você poderá fazer suas denúncias e comentários.
Se você recebeu algum comentário indevido. Utilize-se deste canal para sua defesa.
Não excluiremos os comentários aqui relacionados.
Não serão aceitos comentários com palavras de baixo calão ou denúncias infundadas. Aponte provas caso queira efetuar suas denúncias, caso contrário, seu comentário será removido.