PROGRAMA BALADA DA FADA

domingo, 2 de janeiro de 2011

Convênio para a instalação do Parque Várzeas do Tietê é estendido até 2012

A Prefeitura de São Paulo e o Governo do Estado ampliaram por dois anos o convênio que promove a implementação do Parque Linear Várzeas do Tietê. O termo foi assinado na semana passada e passou por avaliação, ontem, em reunião, na sede da Prefeitura, entre o prefeito e os secretários estaduais Dilma Pena (Saneamento e Energia) e Francisco Luna (Economia e Planejamento).

Essa iniciativa foi celebrada pelo prefeito, que vê no trabalho conjunto um instrumento vital para o desenvolvimento da Zona Leste da Capital. "Avaliamos o que está sendo feito e assinamos esse novo convênio. Ele nos permitirá continuar essa importante obra, que é o Parque Várzeas do Tietê. Essa área tem uma amplitude muito grande e trará conseqüências muito positivas para a Cidade e para a Região Metropolitana".

Na cidade de São Paulo, a Prefeitura e o Governo do Estado investem recursos e trabalham em parceria na proteção das áreas de mananciais, na prevenção de enchentes e no apoio às famílias que têm sido atingidas pelas inundações. Como exemplo do trabalho conjunto, o secretário municipal de Infra-Estrutura Urbana e Obras citou as ações realizadas neste ano no Jardim Romano, Zona Leste.

De acordo com o secretário municipal de Coordenação das Subprefeituras, o ponto mais importante da extensão do contrato será a abrangência do acordo. "O convênio da Prefeitura com o Estado visa também expandir os serviços prestados na Zona Leste para as áreas mais atingidas por enchentes na Zona Sul", destacou.



O projeto


Idealizado pelo Estado, o Parque Várzeas do Tietê, com 75 quilômetros de extensão e 107 km² de área, será o maior parque linear do mundo. Ele beneficiará diretamente a população dos municípios da Bacia do Alto Tietê: São Paulo, Guarulhos, Itaquaquecetuba, Poá, Suzano, Mogi das Cruzes, Biritiba Mirim e Salesópolis. O projeto prevê recuperar e preservar a função ambiental das várzeas, assegurar o controle de cheias, criar opções de lazer, turismo e cultura.

O programa será implantado em três etapas e beneficiará diretamente três milhões de pessoas na Zona Leste da Capital. Na primeira, terá 25 quilômetros de extensão, ao longo das margens do rio Tietê, desde a barragem da Penha até a divisa com Itaquaquecetuba, envolvendo os municípios de São Paulo e Guarulhos. A conclusão dessa etapa está prevista para 2012.

Já a segunda fase, com 11,3 quilômetros, abrange a várzea do rio em Itaquaquecetuba, Poá e Suzano, com previsão de término em 2014. O terceiro trecho, de 38,7 quilômetros, que vai de Suzano à nascente do Tietê, em Salesópolis, deverá ficar pronto em 2016. Essa parte final abrange os municípios de Mogi das Cruzes e Biritiba Mirim.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Aqui você poderá fazer suas denúncias e comentários.
Se você recebeu algum comentário indevido. Utilize-se deste canal para sua defesa.
Não excluiremos os comentários aqui relacionados.
Não serão aceitos comentários com palavras de baixo calão ou denúncias infundadas. Aponte provas caso queira efetuar suas denúncias, caso contrário, seu comentário será removido.