PROGRAMA BALADA DA FADA

sábado, 1 de janeiro de 2011

DIA DA PRIMEIRA PRESIDENTE BRASILEIRA: DILMA ROUSSEF

Por: Claudia Souza / Portaleste

Marisa Leticia (ex-primeira dama), Lula e Dilma Roussef - Foto: Reuters / Portal Terra
 Hoje foi um dia histórico para o Brasil, não apenas por se tratar da posse de uma mulher para o cargo da Presidência da República, mas pela forma como a transição do mandato sucedeu-se.

A esperança do povo brasileiro renova-se mais uma vez, ao colocar nas mãos de uma matriarca o futuro de sua nação. A “Bela” e “Fera”, ex-guerrilheira e guerreira atuante, Dilma Roussef, ao que parece vai dar trabalho para os seus opositores. Com personalidade dominante, voz segura, como disse o Presidente Lula: “Uma mulher à frente do seu tempo” - carregará consigo pelos próximos anos, a dura carga de administrar um país cheio de problemas e controvérsias.

O espetáculo da posse foi uma atração a parte. A equipe de seguranças fortemente armada mostrou eficiência e pompa dos filmes americanos. As senhoras da alta sociedade, em minoria, orgulhosas em prestigiar um novo ícone feminino, desfilaram seus belíssimos e discretos modelitos.

Marcela Tedeschi
Vice-Primeira Dama do Brasil
Foto: Reuters / Portal Terra
Dilma Roussef e Michel Temer
Foto: Reuters/ Portal Terra
A esposa do maduro vice-presidente Michel Temer chamou a atenção de todos pela beleza e charme de seus 26 anos que ofuscou a presença do marido ao lado da Presidente Dilma durante a solenidade.
Marcela Tedeschi Temer é advogada e ex-miss. A vice primeira dama é 42 anos mais jovem que Temer com quem tem um filho de apenas 2 anos.

Após entregar a faixa presidencial, Lula abraçou Dilma
muito emocionado - Foto: Reuters / Portal Terra
O presidente Lula muito emocionado, parecia que ia desmaiar a qualquer momento. Carismático como sempre, quebrou o protocolo, deixou o Palácio do Planalto e correu para buscar apoio e chorar ‘nos ombros amigos’ do seu povo, que também emocionado, retribuiu o carinho e afeição ao melhor líder político dos últimos tempos.

Quem poderia imaginar, que o rejeitado  “analfabeto”, “ignorante”, etc., como era chamado por muitos, Luíz Inácio Lula da Silva, terminaria o seu mandato com saldo positivo?  Amado pelo seu povo e descendo aquela rampa de cabeça erguida? Se Deus escreve certo por linhas tortas, este deve ser um exemplo a ser citado.
O dia 1º de Janeiro de 2011 fez justiça a um líder político e acima de tudo a um homem brasileiro, que conseguiu transpor os obstáculos e ao deixar o poder, ensina uma grande lição aos soberbos e preconceituosos da face da terra, que tiveram que engolir seu orgulho e admitir o sucesso da gestão do ex-metalúrgico; pois se Lula se candidatasse novamente, segundo as pesquisas, seria reeleito.

Presidente Dilma Roussef em seu discurso - Foto: Reuters
Quanto ao belíssimo e objetivo discurso da Presidente Dilma, ficou claro que ela não aceitará erros e corrupção.

Em entrevista por telefone à Rede Record, o ex-vice-presidente de Lula,  José Alencar contou sobre a sua intenção em participar da solenidade, mas foi impedido pela sua equipe médica devido ao risco de vida que correria durante a viagem.
Alencar declarou que Dilma é uma mulher brava e que teria que ter pulso forte e determinação para governar.

"Enquanto isso os telespectadores devem ter sentido a decepção pelo pouco que se  falou no discurso presidencial sobre o sistema de saúde brasileiro. A presidente disse que investirá a longo prazo os lucros do Pré-Sal para futuramente investir em saúde e educação, o que significa que os resultados para a saúde pública ainda demorarão a chegar. A luta no combate à miséria e pobreza deverão continuar e quem sabe, os pobres que estão migrando para a classe média poderão pagar  um plano médico, desafogando os hospitais públicos para os que ficarão na linha da pobreza. Por ora, podemos apenas sonhar com um bom atendimento enquanto padecemos na recepção de algum Pronto Socorro, visto que o salário mínimo que passará para R$510 (o maior dos últimos anos), ainda não é suficiente para uma família pagar um plano de assistência médica. Para se ter uma idéia, um plano de saúde (individual) para uma pessoa de aproximadamente 45 anos, na categoria de enfermaria, custa no mínimo R$250. A saúde ainda é um desafio para os governantes de boa vontade e o povo está à espera de uma solução para este problema que envergonha o país.
Qualquer brasileiro que tivesse o mesmo problema de saúde que o ex-vice-presidente, e dependesse do atendimento nos hospitais públicos, não estaria mais aqui para assistir a posse de Dilma."

Voltando ao episódio da posse, alguns políticos e ex-presidentes como Collor, entre outros, ficaram com ‘cara de paisagem’ durante o discurso da nova presidente. Ao fundo, olhares tortos e tapinhas nas costas, denunciavam a falsidade que a equipe presidencial terá que suportar nos próximos anos. Grande parte do povo espera que Dilma tenha um mandato longo e duradouro até que Lula volte.

VIDA LONGA À PRESIDENTE!!!

Foto: Reuters / Portal Terra

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Aqui você poderá fazer suas denúncias e comentários.
Se você recebeu algum comentário indevido. Utilize-se deste canal para sua defesa.
Não excluiremos os comentários aqui relacionados.
Não serão aceitos comentários com palavras de baixo calão ou denúncias infundadas. Aponte provas caso queira efetuar suas denúncias, caso contrário, seu comentário será removido.