PROGRAMA BALADA DA FADA

segunda-feira, 24 de janeiro de 2011

OS PERIGOS DO SALTO ALTO

Já está disponível no Brasil, técnica que alivia dores causadas pelo uso do salto alto

Ter uma boa saúde é fundamental para a realização das atividades do dia a dia. Dentre vários, um dos principais problemas que atormenta a vida dos brasileiros é a má postura, conhecida principalmente como a grande vilã que causa dores nas costas.
De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), 85% da população mundial sofre de dores na coluna. Mas a postura inadequada pode ser causa de várias outras lesões, como dores de cabeça freqüentes e tensão muscular, geralmente associada ao estresse, mas que pode ser um alerta para problemas posturais no trabalho.
Mas se engana quem pensa que os problemas posturais se restringem somente ao ambiente de trabalho. É preciso prestar atenção nas atividades em que ficamos muito tempo na mesma posição, como sentamos ou em tarefas repetitivas a fim de evitar a má postura. Além disso, a prática de alongamento, de duas a três vezes por semana, associado a algum tipo de exercício físico, são atitudes bem-vindas ao corpo e à saúde.

Outro inimigo da saúde postural é o uso de sapatos de salto alto, peças-chave no guarda-roupa feminino e que fazem parte da rotina das mulheres há décadas. Ao usar o salto alto, a mulher exerce maior peso e pressão nos dedos dos pés, o que pode causar o encurtamento nos músculos da panturrilha (batata da perna), tendinite, fraqueza muscular, ruptura de ligamentos, entorse (virada de pé), esporões de calcâneos e tornozelos, além do aumento da lordose lombar, dores nos joelhos, calosidade, joanetes e unhas encravadas, caso o sapato tenha bico fino.

Com o tempo, outros problemas também podem surgir como problemas no quadril, gerando deformidades, desequilíbrio e mudanças na marcha, causando quedas.

“O salto mais recomendado para as mulheres que não conseguem viver fora das alturas são os sapatos de salto meia pata, pois ele proporciona um conforto maior para os pés. O salto mais indicado é o Anabela, pois a descarga de peso nos pés tem uma distribuição mais adequada”, declaram os fisioterapeutas Vidigal Gasparini e Mauro Pedroni Júnior.

Para ajudar a solucionar tais problemas, surgiu a Podoposturologia, técnica francesa da área da fisioterapia que tem como objetivo reeducar e realinhar a estrutura do corpo através de exames especializados que geram a prescrição de palmilhas proprioceptivas, que podem ser usadas tanto na prevenção como no alívio das dores e sintomas. A técnica corrige vícios posturais decorrentes dos desequilíbrios que comprometem a saúde tanto de atletas quanto de pessoas sedentárias.

As palmilhas são confeccionadas com um tipo de EVA, material usado em calçados esportivos de última geração que propicia sensação de conforto e bem estar. A avaliação podoposturológica é realizada pelo fisioterapeuta através de várias etapas.

Os fisioterapeutas Mauro Pedroni Júnior e Vidigal Gasparini são especializados em Podoposturologia e estão a disposição para cooperar em matérias sobre o assunto.

Saiba mais através dos sites http://www.fisioclinicalondrina.com.br/ e  http://www.corpoequilibrio.com.br/

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Aqui você poderá fazer suas denúncias e comentários.
Se você recebeu algum comentário indevido. Utilize-se deste canal para sua defesa.
Não excluiremos os comentários aqui relacionados.
Não serão aceitos comentários com palavras de baixo calão ou denúncias infundadas. Aponte provas caso queira efetuar suas denúncias, caso contrário, seu comentário será removido.