PROGRAMA BALADA DA FADA

domingo, 26 de maio de 2013

Paróquia São Miguel Arcanjo realiza festa junina

Paróquia S. Miguel Arcanjo - Mooca - SP


Programação traz brincadeiras e barracas de comidas típicas Música, comida típica e muita animação. Produtos a preços populares, acessíveis a toda comunidade. A edição 2013 da Festa Junina da Paróquia São Miguel Arcanjo, na Mooca, em São Paulo, será realizada nos dias 15 e 16 de junho, com entrada gratuita. Haverá barracas servindo os seguintes quitutes: churrasco, caldo verde, batata frita, canjica, cuscuz, crepe, cachorro quente, vinho quente, quentão e refrigerante. Todos os pratos são feitos por pessoas da comunidade, que voluntariamente doam seus talentos gastronômicos ao evento. Barracas de brincadeiras, como pescaria e boca do palhaço, prometem divertir as crianças.

 Serviço:

Endereço: Rua Sapucaia, na altura do nº 172, ao lado da igreja
Tel.: (11) 2692-6798
Horários: Sábado, 15 de junho, das 18h às 23h
Domingo, 16 de junho, das 17h às 22h
Mais informações no site http://www.oarcanjo.net/site/index.php/informacoes/

Como estimular seu filho a comer melhor



Pediatra dá dicas para quem tem filhos com dificuldades na alimentação saudável

Não só de uma boa escolha de alimentos consiste uma alimentação saudável para as crianças. Muitos pais convivem com as dificuldades com relação ao comportamento dos filhos durante a refeição. Pensando nisso, o pediatra Marcelo Reibscheid, do Hospital e Maternidade São Luiz, criador do portal Pediatria em Foco (www.pediatriaemfoco.com.br), listou algumas dicas para fazer desses momentos reuniões agradáveis em família:
“ Crianças que têm dificuldade para se alimentar bem costumam apelar para as birras, mas os pais nunca podem ceder para não prejudica-las no futuro. O exemplo dos pais é sempre o melhor remédio para essas situações e algumas atitudes simples podem fazer com que a situação seja melhor controlada”, destaca Reibscheid.
De acordo com o especialista, fazer as refeições em família, sempre longe da TV e outros equipamentos eletrônicos já será grande vantagem. Ao sentar-se a mesa, lembre-se que os filhos são muitos observadores e se não optarem por alimentos saudáveis as crianças também não o farão.
“Com relação ao gosto da criança, tente substituir os alimentos por outros que tenham os mesmos valores nutricionais como trocar o peixe pelo frango, por exemplo. Se o pequeno tiver grande dificuldade em ingerir legumes e verduras, tente camufla-los dentro de alguns alimentos como hambúrgueres caseiros, croquetes e almôndegas”.
Voltando ao item birras, as chantagens podem ser prejudiciais ao comportamento e alimentação dos filhos. Se os pais premiarem as crianças, ela vão entender que tem que ser assim sempre. Além disso, procure tolerar a bagunça e sujeira que a criança faz ao comer, porque essa fase também é importante no desenvolvimento infantil.
Para finalizar, o pediatra destaca:
“O ideal é oferecer pequenas porções dos alimentos, não confundindo qualidade com quantidade. E, se for o caso, ofereça o alimento recusado em outra oportunidade”, finaliza Dr. Marcelo.

Para mais informações, o pediatra Marcelo Reibscheid está à disposição para entrevistas.
Dr. Marcelo Reibscheid


O Dr. Marcelo Reibscheid é pediatra, formado em medicina pela Santa Casa de São Paulo e especialista em Neonatologia e UTI Neonatal, com capacitação em controle de qualidade de Banco de Leite Humano. Faz parte da equipe neonatal da Maternidade São Luiz há mais de 10 anos, além de atender em seu consultório particular e em outros hospitais de São Paulo. É o pediatra que responde nossas dúvidas sobre saúde e comportamento e é apaixonado por crianças – em especial pelos seus dois filhos, Bruno e Théo frutos de seu casamento com a também pediatra Camila Lima Reibscheid. Você já deve tê-lo visto em programas de TV como Hoje em Dia, Eliana, Mulheres e vários outros, ou talvez na arquibancada de algum estádio, torcendo pelo seu time do coração, o Corinthians.

quarta-feira, 22 de maio de 2013

PRESIDENTE DA OAB SP LAMENTA MORTE DE RUY MESQUITA


JORNALISTA RUI MESQUITA - DIRETOR DE  "O ESTADO DE SÃO PAULO" - Faleceu em 21/05/13

O presidente da OAB SP, Marcos da Costa, recebeu com pesar a notícia do falecimento do jornalista Ruy Mesquita, diretor de O Estado de S. Paulo, nesta terça-feira (21/05), aos 88 anos, vítima de câncer.
“Além de ser uma referência no jornalismo brasileiro, no qual introduziu inúmeras inovações, Ruy Mesquita tem o mérito de ser um dos principais defensores do Estado de Direito no país, nas últimas décadas, e uma voz que expressou de forma coerente, na editoria de Opinião de O Estado de S. Paulo, convicções éticas e compromisso intransigente com os valores republicanos”, disse Marcos da Costa.
Ruy Mesquita nasceu em 1925, era filho de Júlio de Mesquita Filho e neto de Júlio Mesquita. Graduou-se pela Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da USP. E começou no jornalismo como repórter, em 1948, ocupando também os cargos de redator e editor. Assumiu a direção de O Estado de S. Paulo em 1996 e nos últimos anos se dedicou à editoria de Opinião.
Durante a ditadura militar, enfrentou a censura prévia sobre os dois veículos do grupo Estado- O Estado de São Paulo e o Jornal da Tarde, que ele fundou em 1966, e publicava poesias e receitas no lugar das matérias censuradas, para burlar a severa vigilância dos censores, que chegaram a apreender uma edição.
Assessoria de Imprensa OAB SP

domingo, 12 de maio de 2013

AÇÃO CRIMINOSA PREJUDICA LEITE LONGA VIDA


NOTA DA ABLV
ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DA INDÚSTRIA DE LEITE LONGA VIDA
A Associação Brasileira da Indústria de Leite Longa Vida (ABLV) vem mais uma vez a público a fim de tranquilizar a população sobre notícias quanto a problemas no leite e esclarecer:
  • O andamento das investigações deixa claro que, neste episódio, a indústria de Leite Longa Vida foi vítima de ação criminosa que causou grande inquietação ao consumidor e sérios prejuízos às marcas.
  • A população pode continuar a consumir o Leite Longa Vida da marca de sua preferência com total segurança.
  • Como afirmou o ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA), Antonio Andrade, todo o Leite Longa Vida disponível no mercado encontra-se em perfeitas condições de consumo. “Nenhum leite adulterado chega à mesa do consumidor”, garantiu o ministro.
  • Os lotes identificados com o problema não estão mais no mercado.
  • A Associação Brasileira da Indústria de Longa Vida continua participando e colaborando ativamente em todas as iniciativas do Ministério da Agricultura para assegurar a qualidade do leite consumido no Brasil.
  • A indústria de Leite Longa Vida reafirma seu empenho permanente na realização e modernização do processo de análises que garantam a qualidade da matéria-prima recebida e total segurança aos seus consumidores.
São Paulo, 10 de Maio de 2013.
ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DA INDÚSTRIA
DE LEITE LONGA VIDA (ABLV)