PROGRAMA BALADA DA FADA

terça-feira, 29 de julho de 2014

FUNCIONÁRIOS DE TELECENTROS LEVAM CALOTE DA EMPRESA CONTRATADA PELA PMSP

No mês de abril de 2014, os 260 Telecentros espalhados pela cidade de São Paulo foram fechados deixando centenas de desempregados. O motivo, segundo a alegação da Prefeitura de São Paulo, foi a impossibilidade de prorrogação dos contratos com a empresa contratada IDORT.

O motivo do cancelamento definitivo do contrato, cujo prazo já havia se estendendo há dois anos, foi a comprovação de regularidade fiscal.

Com o cancelamento dos serviços da IDORT junto à Prefeitura, todos os postos de atendimento foram fechados sem aviso prévio e os usuários ficaram sem o serviço de inclusão digital.

Os funcionários, que eram registrados pela empresa IDORT, até o presente momento não receberam seus pagamentos rescisórios e a Prefeitura já informou que todos os débitos já foram quitados junto à Empresa e que efetuou o pagamento de R$1,4 milhão que não foram repassados, cujo processo agora corre na Justiça.

VEM AÍ A PRIMEIRA VIRADA MUSICAL TRABALHISTA DE SÃO PAULO

O SIMPRATEC - Sindicato dos Músicos Profissionais Práticos, Profissionais Técnicos, Autores, Intérpretes e Titulares de direitos autorais, realizará em 05/08 às 17hs na Câmara dos Vereadores de São Paulo, a Primeira Virada Musical Trabalhista de São Paulo.
O objetivo do evento é questionar junto às autoridades relacionadas aos profissionais da Música, como o Ministério do Trabalho e Emprego, Ordem dos Músicos do Brasil e SINDMUSSP -Sindicato dos Músicos Profissionais do Estado de São Paulo, o porque da ausência de fiscalização das notas contratuais emitidas pelos músicos trabalhadores.
Segundo Mario Henrique de Oliveira, presidente do SIMPRATEC, a maioria dos músicos não preenche o número do registro dos contratantes no Ministério do Trabalho, o que dificulta e na maioria das vezes, anula a identificação dos contratantes e recolhimento dos benefícios gerados aos músicos.

Durante a virada, os músicos presentes serão orientados em relação ao preenchimento do documento e as autoridades devidamente convidadas para a discussão, terão a oportunidade de manifestarem-se em relação à omissão de fiscalização desse caso.

O vídeo e cartaz de convocação começou a ser distribuído nas redes sociais na tarde de hoje:



ENTREVISTA DE MÁRIO HENRIQUE DE OLIVEIRA - PRESIDENTE DO SIMPRATEC NO PROGRAMA MÚSICO EMPREENDEDOR - TV CINEC

quarta-feira, 9 de julho de 2014

Evangélicos no Ritmo da Copa do Mundo de 2014

Marcelo Rebello

Os meses que antecedem um grande evento como a Copa do Mundo, sempre são marcados pelo lançamento de campanhas publicitárias que exploram o tema, presente na mente dos consumidores de marcas que investem no esporte. E pela produção de produtos que trazem à flor da pele todo o patriotismo e orgulho de cada país representado. Esses sentimentos desfilam através de óculos, chapéus, camisetas, bandeiras, entre outras infinidades de produtos preparados apenas para essa ocasião. Mas nem só o futebol e venda de produtos são destaques na Copa do Mundo. Entre os evangélicos, o evento, além do apelo comercial, também é visto como uma oportunidade para evangelizar pessoas de todo o mundo. Dessa forma, igrejas lançam programação para a Copa do Mundo, como foi o caso da Igreja Assembléia de Deus, citada recentemente numa matéria do G1que, às vésperas da Copa do Mundo de Futebol, lançou uma programação especial para o período do mundial da Fifa. Durante todo o mês de junho e metade de julho, os fiéis vão aproveitar os dias de jogos para ações de evangelização, entrega de folhetos com dizeres cristãos e cultos nas ruas.

O evento de abertura ocorreu no Templo Sede nessa terça-feira, durante o culto de assembleia geral e foi marcado pela participação de fiéis, trajando camisetas estampadas com a bandeira do Brasil, e ainda crianças caracterizadas com trajes típicos de cada uma das 32 seleções participantes do mundial. Diz Wilson Dantas Ribeiro, pastor presidente responsável pela igreja: “É a primeira vez que a Assembleia de Deus na cidade adota o tema da Copa do Mundo para suas programações. Nós não podemos deixar de homenagear o nosso país, já que a Copa vai ocorrer no Brasil depois de tantos anos. Os olhos do mundo estão voltados para nossa pátria, as pessoas estarão reunidas para assistir aos jogos, então não podemos perder a oportunidade de anunciar Jesus”, explica o pastor.

Situação semelhante acontece com as editoras evangélicas representadas pela Associação dos Editores Cristãos (ASEC). Reiner Lorenz, diretor executivo, afirma que a associação também entrou em ritmo de Copa e que diversos associados preparam materiais e ações para essa ocasião. Exemplos não faltam: a Editora Luz às Nações que tem o livro “Personal Trainer Espiritual” de Philip Murdoch, que ensina que a alma deve ser exercitada da mesma forma que o corpo; a Editora Fôlego, que lançou a campanha “Minha família, meu time” ou a Editora Evangélica que criou a ferramenta “Evangecube” com o slogan “Entre em campo e ganhe almas para Cristo”; a Editora e Ministério RBC, que tem o projeto “Jogada Perfeita” que tem o objetivo de conectar pessoas por meio do esporte e transmitir valores e princípios cristãos. Só em 2013, foram distribuídos cerca de 300.000 livros em parceria com Coalizão Brasileira de Esportes, MPC, Jocum, Igrejas Batistas, Metodistas, Presbiterianas, Assembléias, Quadrangulares entre outras igrejas e ministérios na copa das confederações e ainda a Sociedade Bíblica do Brasil com o Movimento Joga Limpo Brasil (MJLB), que ganhou uma nova linha de publicações, desenvolvida especialmente para que igrejas, atletas e organizações cristãs divulguem a mensagem bíblica e seus princípios durante a Copa do Mundo de 2014. A linha de publicações tem preço reduzido e é uma importante aliada em ações de evangelização. Lançado pela Sociedade Bíblica do Brasil (SBB), em conjunto com a Coalizão Brasileira de Esportes (CBE), AMME Evangelizar, Atletas de Cristo e Rede Evangélica Nacional de Ação Social (Renas) – que fazem parte do Comitê Gestor –, o movimento tem como objetivo promover e mobilizar a comunidade cristã para o entendimento entre as pessoas durante as grandes competições esportivas que estão ocorrendo no Brasil. Já em 2014, até junho mais de 1 milhão de livros ja haviam sido distribuídos. Parcerias com Mackenzie, Juventude Metodista do Brasil, Igreja Batista da Lagoinha, Compasion, Amme Brasil possibilitaram a distribuição de mais de 300.000 livros nos últimos 6 meses.

São de Erni Seibert, secretário de comunicação e ação social da SBB as palavras: “Disseminar a Bíblia e seus princípios durante os jogos da Copa do Mundo de 2014 é um grande desafio para cristãos de todo o Brasil. A expectativa da SBB é que, munidos deste material bíblico, nossos parceiros do Joga Limpo Brasil sejam bem-sucedidos nas ações em busca da paz e do entendimento entre as pessoas”.

No meio musical, cantores evangélicos também produziram clipes e música com o tema da Copa do Mundo. Algumas repercutiram nas redes sociais e foram destaque até na mídia internacional. Jornais como o “The Guardian”, “BBC News”, “Canada.com” e “The Daily Star” noticiaram as ações.

Na opinião do teólogo Marcelo Rebello, idealizador do III Salão Internacional Gospel, feira que acontece agora De 18 a 20 de setembro de 2014, no Centro de Exposições Imigrantes, em São Paulo a mobilização para evangelizar nos dias da Copa é válida, importante e necessária. Ele declara: "Se alguns fazem protestos, outros festas, outros apostas, nós levamos a palavra de Deus. Como brasileiros torcemos pela vitória do nosso país, isso não é pecado! Como filhos de um Pai perfeito corremos contra o tempo para que vários corações sejam goleados com o amor de Jesus Cristo e sabemos que o grande prêmio é a vida eterna. Esse prêmio é o maior de todos que podemos ganhar aqui na Terra”, conclui.







segunda-feira, 7 de julho de 2014

CURIOSIDADES DA COPA DO MUNDO

1930 - URUGUAI

1º LUGAR: ARGENTINA - 2º LUGAR: ARGENTINA

Dois meses antes do início da primeira Co, nenhum país europeu tinha confirmado a participação por causa da viagem e navio até o Uruguai, longa e cara.
Apenas 13 países fizeram parte da primeira Copa do Mundo da FIFA

1934 - ITÁLIA

1º LUGAR: ITÁLIA - 2º LUGAR: TCHECOSLOVÁQUIA

Após o sucesso da Copa de 1930, muitos países se interessaram em participar da segunda edição.
A seleção do México chegou a viajar até a Itália, mas com a entrada repentina dos Estados Unidos, teve que disputar a vaga com os americanos, que frustaram a estreia dos mexicanos em uma Copa.

1938 - FRANÇA

1º LUGAR: ITÁLIA - 2º LUGAR: HUNGRIA

Foi o último grande evento esportivo antes da Segunda Guerra Mundial, que começaria em 1939. Essa edição da Copa teve apenas 15 seleções participantes.
Foi a estréia de um país da Ásia, as Índias Orientais Holandesas, hoje conhecido como Indonésia, que ficou em último lugar.

1950 - BRASIL

1º LUGAR: URUGUAI - 2º LUGAR: BRASIL

O Brasil foi escolhido para ser o país anfitrião da quarta edição da Copa do Mundo da FIFA. Para isso, construiu o maior estádio de futebol do mundo na época, o Maracanã.
Durante a guerra, por medo de que fosse roubada, a Taça Jules Rimet ficou escondida dentro de uma caixa de sapatos, debaixo da cama do vice-presidente da FIFA.

1954 - SUIÇA

1º LUGAR: ALEMANHA OCIDENTAL - 2º LUGAR: HUNGRIA

A Alemanha venceu a quinta Copa do Mundo da FIFA, mas extraoficialmente a seleção da Hungria foi considerada a melhor do mundo. Foi campeã olímpica em 1952, venceu 23 partidas e goleou a Inglaterra por 6 a 3 em 1953. Foi a Copa com a maior média de gols: 5,4 por partida.

1958 - SUÉCIA

1º LUGAR: BRASIL - 2º LUGAR: SUÉCIA

A seleção brasileira enfrentou uma seleção sueca fortalecida por jogadores profissionais, novidade na época, e acabou conquistando o mundial pela primeira vez.
Até o Rei da Suécia desceu ao gramado para parabenizar os brasileiros pela conquista.

1962 - CHILE

1º LUGAR: BRASIL - 2º LUGAR: TCHECOSLOVÁQUIA

Em 1960, o Chile enfrentou o maior terremoto de sua história. Por pouco o país não sediou a sétima edição da Copa do Mundo da FIFA, mas conseguiu resolver os problemas, dar a volta por cima, sendo um excelente anfitrião e palco do bicampeonato brasileiro.

1966 - INGLATERRA

1º LUGAR: INGLATERRA - 2º LUGAR: ALEMANHA OCIDENTAL

Ano em que foi consagrado o país que inventou o futebol, a Inglaterra, que venceu pela primeira vez uma Copa. Durante o evento, a Taça Jules Rimet foi roubada enquanto estava em exposição. Dias depois, ela foi encontrada por Pickles, um simpático cachorro,  abandonada no Jardim de uma casa em Londres.

1970 - MÉXICO
  
1º LUGAR: BRASIL - 2º LUGAR: ITÁLIA

A primeira Copa do Mundo da FIFA transmitida em cores para milhões de televisores do mundo s ó deixou mais bonito o tricampeonato do Brasil. A partir dessa Copa, foram permitidas as substituições de jogadores. Antes, todos os atletas que entravam em campo tinham que ficar até o fim da partida, mesmo contundidos ou sem condições de jogar.

1974 - ALEMANHA OCIDENTAL

1º LUGAR: ALEMANHA OCIDENTAL - 2º LUGAR: HOLANDA

Pela primeira vez na história das Copas, a Inglaterra ficou ausente por não conseguir se classificar. Os holandeses foram o destaque, e mesmo não sendo campeões, exibiram um futebol de alto nível técnico e gracioso, recebendo o apelido de "Laranja Mecânica" pela cor do uniforme.

1978 - ARGENTINA

1º LUGAR: ARGENTINA - 2º LUGAR: HOLANDA

Foi ainda durante a fase inicial do torneio que a Tunísia surpreendeu e derrotou o México por 3 a 1, tornando-se a primeira seleção africana a vencer uma partida de Copa, que teve o time da casa como campeão.

1982 - ESPANHA

1º LUGAR: ITÁLIA - 2º LUGAR: ALEMANHA OCIDENTAL

Nesse ano, a Itália conquistou o título de tricampeã mundial sobre o time da Alemanha Ocidental. Foi uma Copa com muitas mudanças, como o fim do uso das bolas de couro e o aumento do número de países participantes, de 16 para 24. Também foi a primeira Copa em um arbitro brasileiro apitou uma decisão.

1986 - MÉXICO

1º LUGAR: ARGENTINA - 2º LUGAR: ALEMANHA OCIDENTAL

O México foi o primeiro país a ser anfitrião de uma Copa pela segunda vez, escolhido porque a Colômbia desistiu de ser o país-sede.
A seleção da Dinamarca foi o destaque, com um futebol forte e muito ofensivo, que deu origem ao apelido "Dinamáquina". Mesmo assim, a Argentina conseguiu conquistar o bicampeonato.

1990 - ITÁLIA

1º LUGAR: ALEMANHA OCIDENTAL - 2º LUGAR: ARGENTINA

Essa Copa teve a menor média de gols, apenas 2,2 por jogo. Mas a falta de gols foi substituída por outras fortes emoções. A Costa Rica derrotou a Escócia e a Suécia. E a Irlanda conseguiu ficar entre os oito melhores do mundo em sua primeira participação em uma Copa do Mundo da FIFA.

1994 - ESTADOS UNIDOS

1º LUGAR: BRASIL - 2º LUGAR: ITÁLIA,

Foi uma Copa muito quente, chegando aos 46ºC durante o jogo entre Alemanha e Coreia do Sul. Teve a maior audiência da história, com mais de 3,5 milhões de espectadores. E pela primeira vez uma final foi disputada nos pênaltis, entre Brasil e Italia, com o resultado de 3 a 2, garantindo o tetracampeonato para o Brasil.

1998 - FRANÇA

1º LUGAR: FRANÇA - 2º LUGAR: BRASIL

A pátria do criador da Copa do Mundo da FIFA, Jules Rimet, sediou o evento e também foi campeã mundial pela primeira vez. A Espanha gerou comoção ao perder para a seleção da Nigéria e ao empatar com o Paraguai, na primeira fase. E a seleção estreante da Croácia também espantou o mundo ao conquistar a terceira colocação.

2002 - CORÉIA DO SUL / JAPÃO

1º LUGAR: BRASIL - 2º LUGAR: ALEMANHA

Pela primeira vez, uma Copa foi realizada na Ásia e com dois países-sede: Coreia do Sul e Japão. A Coreia do Sul foi o primeiro país asiático a ficar entre os quatro melhores do mundo. E o Brasil venceu todas as sete partidas, sendo a quarta seleção a ter 100% de aproveitamento em uma Copa.

2006 - ALEMANHA

1º LUGAR: ITÁLIA - 2º LUGAR: FRANÇA

A Itália foi a campeã mundial com um time muito coeso. Dos 23 jogadores que foram até a Alemanha, 21 entraram em campo e 10 marcaram gols. Levou apenas 2 gols em todo o torneio, um deles por pênalti, e o outro, gol-contra. Em contrapartida, foi uma edição em que sete jogos terminaram sem gols.

2010 - ÁFRICA DO SUL 

1º LUGAR: ESPANHA - 2º LUGAR: HOLANDA

Fato inédito, a Copa do Mundo da FIFA aconteceu no continente africano e consagrou a Espanha como o oitavo país campeão mundial. E pela terceira vez na história das Copas a seleção da Holanda perdeu uma final.

2014 - BRASIL

O Brasil será o país sede de uma Copa do Mundo da FIFA pela segunda vez após 64 anos. Dois países finalistas mundiais da edição anterior, Espanha e Holanda, se enfrentarão na primeira fase, fato que nunca ocorreu nos mundiais anteriores. O único país novato nesta edição é a Bósnia-Herzegóvina.

Fonte: Informativo Mc Donalds