PROGRAMA BALADA DA FADA

terça-feira, 1 de dezembro de 2015

CONCLAVE PELA DEMOCRACIA APONTA FRAUDE NAS URNAS ELETRÔNICAS

Hugo Hoechl no Conclave pela democracia - Foto: Claudia Souza
O Comitê organizador do Conclave pela Democracia acaba de divulgar o balanço técnico do evento que ocorreu em São Paulo, no último dia 28. A principal conclusão desse documento é que a eleição eletrônica de 2014 foi reprovada nos testes de consistência probabilística. Essa inconsistência técnica repercute também em aspectos jurídicos e históricos. "Esse estudo técnico foi ainda publicado na revista da IPA, a Associação Policial Internacional, o mesmo local onde iniciaram os questionamentos sobre a FIFA, os quais, mais tarde, acabaram dando origem à operação internacional que culminou na prisão de vários dirigentes, incluindo o então presidente da CBF", destaca a advogada Tânia Cristina Bueno, doutora em Inteligência Aplicada e uma das coodenadoras técnicas do Conclave, ao garantir a originalidade e confiabilidade do documento.

No painel "O DNA da fraude", foram apresentadas as planilhas de dados e as análises estatísticas dos números eleitorais de 2014. Quando analisados pelos mesmos critérios utilizados em investigações internacionais de fraudes (como o caso FIFA e o caso ENRON), os dados eleitorais brasileiros apresentam muitas vulnerabilidades, com a probabilidade de 73,14% de exposição a fraudes, o que significa potencial suficiente para alteração dos resultados no 1º e no 2º turnos da eleição presidencial de 2014. "Isso acontece porque os dados eleitorais originários (votos) não podem ser auditados, restando somente a possibilidade de auditar estatisticamente os resultados agrupados, a partir dos boletins de urna e dos mapas eleitorais", aponta Hugo Hoeschl, pós-doutor em Governo Eletrônico e ex-presidente da Associação Brasileira de Empresas Estaduais de Tecnologia da Informação. Nesse caso, o grau de confiabilidade da eleição eletrônica brasileira é de apenas 26,85%. Destaca-se que o mesmo estudo foi feito sobre os dados da eleição de 2010, e o resultado foi considerado dentro da normalidade, ao contrário de 2014, considerado inconsistente.

Outro critério utilizado no estudo eleitoral é a contabilização comparativa de algarismos em grandes séries históricas, e casos nos quais existem muitos algarismos "9" próximos de grandes números redondos (por exemplo, alguém lança números como 9.999 para evitar chegar em 10.000, o que muda a proporcionalidade natural). Nos ambientes internacionais, isso é considerado um forte indício de fraude quando ocorrem muitas repetições, e esse foi um dos métodos de investigação utilizado no Brasil no famoso caso "Maluf", onde foram descobertas diversas fraudes contábeis. Por essa razão, o estudo eleitoral já havia sido publicado, em sua fase embrionária, também na revista Justiça Fiscal, editada pelos procuradores que investigam sonegação e lavagem de dinheiro.

Um comparativo de logicidade apresentado no evento diz respeito ao sequenciamento numérico, e que já havia sido apresentado perante o congresso Jurix 2014. É aquilo que se chama de "A forca de números", uma metáfora sobre o antigo jogo de "forca", onde o jogador tem que adivinhar as letras de uma palavra. A boa estratégia do jogo de "forca" diz para iniciar o jogo pela letra "A", que é a letra que mais aparece nas palavras. No mundo das probabilidades numéricas, a letra "A" equivale ao número "1" (algarismo), e nesse caso, a eleição brasileira, segundo os estudos apresentados, equivale a um texto que tem mais letras "W" e "X" do que "A" e "B". No cenário internacional, isso também é considerado um forte indício de fraude.

De acordo com Dalmo Accorsini, documentarista brasileiro radicado nos EUA, o evento "aglutinou as melhores mentes brasileiras no espaço extrapartidário e atingiu plenamente os seus objetivos de conectar massa crítica de alto nível sobre a democracia no Brasil e na América Latina".

O Conclave pela Democracia foi uma realização conjunta do IID, que tem base nos Estados Unidos, e do Instituto i3G. O IID é um instituto de pesquisa e mobilização baseado em Miami/EUA, fundado por exilados políticos da Venezuela, Cuba e Bolívia. Dentre suas preocupações, estão a defesa de valores como liberdade, democracia e a instituições, através da promoção de debates, estudos acadêmicos e eventos.

Maiores detalhes sobre o relatório técnico e os dados estatísticos:
https://pt.scribd.com/doc/282755598/Evidencias-de-inconformidades-formais-nos-dados-da-apuracao-da-eleicao-eletronica-brasileira-de-2014#scribd

CONTATO PARA ENTREVISTAS OU PARA MAIS DETALHES SOBRE OS RESULTADOS DO EVENTO:
Hugo Hoeschl = Telefone +55 48 8834 0682 ou e-mail hugo.hoeschl@gmail.com

Fonte: http://exame.abril.com.br/negocios/dino/noticias/conclave-pela-democracia-aponta-vulnerabilidade-no-processo-eleitoral-brasileiro.shtml?fullsite=true

terça-feira, 24 de novembro de 2015

Museologia, museografia e expografia são temas de palestra em Fernandópolis (SP)

Atividade ‘Projetos Expográficos’ acontece em 2/12 (quarta-feira), das 9h às 17h, no Museu Histórico Municipal; inscrições até 30/11, no site www.sisemsp.org.br


Em 2 de dezembro (quarta-feira), o Sistema Estadual de Museus (SISEM-SP), instância da Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo, em parceria com a Casa Guilherme de Almeida, a Poiesis e a Prefeitura, promove, no Museu Histórico Municipal de Fernandópolis, a palestra "Projetos Expográficos".

Voltada aos estudantes, profissionais das áreas de artes e museologia e interessados, a atividade será realizada das 9h às 17h, e contará com participação gratuita. A ação, coordenada pelo museólogo Ivanei da Silva, abordará questões sobre museus, museologia, museografia e expografia, além de apresentar algumas experiências práticas do equipamento cultural paulistano.

O palestrante Ivanei da Silva é museólogo e mestre em Memória Social e Documentos pela UniRio (Universidade do Rio de Janeiro) . Já atuou em diversos projetos de produção, conservação e montagem de exposições e, atualmente, trabalha no Museu Casa Guilherme de Almeida e na Casa das Rosas, na capital de São Paulo.

Para participar, basta inscrever-se por meio do site www.sisemsp.org.br, até 30 de novembro. O Museu de Fernandópolis está localizado na Avenida Carlos Baroz, nº 515, no bairro Brasilândia, ao lado da Secretaria Municipal de Cultura. Outras informações podem ser obtidas no telefone (17) 3442-3797.

Sistema Estadual de Museus

O Sistema Estadual de Museus (SISEM-SP) congrega e articula os museus do Estado de São Paulo, com o objetivo de promover a qualificação e o fortalecimento institucional em favor da preservação, pesquisa e difusão do acervo museológico paulista. Em mapeamento realizado em 2010, foram listadas 415 instituições museológicas, públicas e privadas, em 190 municípios paulistas. O SISEM-SP se estrutura em torno das premissas de parceria e responsabilidade compartilhada, em que as ações previstas para cada região são concebidas levando-se em conta o contexto, as demandas e as potencialidades locais. É coordenado pela Unidade de Preservação do Patrimônio Museológico da Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo (UPPM/SEC), tendo como instância organizacional o Grupo Técnico de Coordenação do Sistema Estadual de Museus (GTC SISEM-SP). Para saber mais acesse: www.sisemsp.org.br

Casa Guilherme de Almeida

A Casa Guilherme de Almeida, museu da Secretaria de Estado da Cultura inaugurado em 1979, abriga um acervo de obras de arte e objetos que pertenceram ao poeta, tradutor e jornalista Guilherme de Almeida (1890-1969), um dos mentores do movimento modernista brasileiro. O museu está instalado na residência onde ele viveu de 1946 até o ano de sua morte. A Casa Guilherme de Almeida oferece ao público intensa programação cultural – organizada por seu Centro de Estudos de Tradução Literária, criado no museu em 2009 –, que inclui cursos, oficinas, palestras, mesas-redondas e recitais. Após um período fechado para reestruturação e reformas, o museu reabriu à visitação pública, em dezembro de 2010. As visitas, sempre orientadas, são realizadas de terça a domingo, das 10h às 18h.

Poiesis

Constituída em 1995, a Poiesis Instituto de Apoio à Cultura, à Língua e à Literatura é uma organização não governamental que, em 2008, recebeu a qualificação de Organização Social (OS) por parte do Governo do Estado de São Paulo. A instituição é uma das OSs parceiras da Secretaria de Estado da Cultura no processo de execução dos seus objetivos, por meio da política cultural por ela formulada. Por intermédio de um Contrato de Gestão, a Poiesis cuida da gestão de 21 Oficinas Culturais do Estado, duas Fábricas de Cultura e de dois espaços culturais: Casa das Rosas Espaço Haroldo de Campos de Poesia e Literatura, e Casa Guilherme de Almeida. Para saber mais acesse: www.poiesis.org.br

Serviço:

Palestra "Projetos Expográficos" por Ivanei Silva
Data: 2/12/2015 (quarta-feira)
Horário: das 9h às 17h
Local: Museu Histórico Municipal de Fernandópolis (Avenida Carlos Baroz, nº 515, no bairro Brasilândia, ao lado da Secretaria de Cultura)
Inscrições: até 30/11; www.sisemsp.org.br
Adesão: gratuita

domingo, 1 de novembro de 2015

Alerta: diabéticos não podem descuidar da saúde visão

Risco de cegueira irreversível em portadores da doença é 30 vezes maior; e muitos não fazem acompanhamento com o médico oftalmologista

No dia 8 de outubro é comemorado o Dia Mundial da Visão e uma pesquisa divulgada pela Sociedade Brasileira de Retina e Vítreo (SBRV) revelou um dado alarmante: o brasileiro só procura um oftalmologista quando está com algum problema. Apesar das inúmeras informações disponíveis na internet, a falta de exames preventivos leva pacientes a descobrirem doenças graves, que podem causar cegueira irreversível, apenas quando as mesmas já se encontram em estágios mais avançados.

É o caso do diabetes, doença crônica provocada pelo mau funcionamento do pâncreas. Segundo a médica oftalmologista Tania Schaefer, o que muitos não sabem é que o diabetes tem forte relação com a saúde ocular. "Além de provocar várias alterações no organismo, o diabetes afeta o aparelho visual de maneira significativa, trazendo complicações à córnea, podendo levar à catarata e ao glaucoma", esclarece a médica. Além disso, a doença provoca a retinopatia diabética, a maior causa de cegueira permanente em indivíduos economicamente ativos.

Um levantamento do Conselho Brasileiro de Oftalmologia (CBO) realizado em 2012, mostrou que o paciente diabético tem quase 30 vezes mais chance de tornar-se cego do que um paciente não diabético. Cerca de 50% dos portadores de diabetes desenvolverão algum grau de retinopatia diabética ao longo da vida.

É importante destacar que a perda visual provocada pelo diabetes costuma ser um sintoma tardio da doença. "Mesmo que o paciente diabético apresente uma boa acuidade visual, é fundamental o acompanhamento oftalmológico", destaca a médica oftalmologista Tania Schaefer.

Outro grupo de risco são as grávidas, que devido ao grande aumento hormonal, podem apresentar alterações como olho seco, doença hipertensiva específica da gravidez e diabetes gestacional. "As grávidas devem ser rigorosamente acompanhadas por uma equipe multidisciplinar, pois o risco de cegueira permanente é grande", alerta.

A médica lembra que é muito comum o paciente descobrir o diagnóstico de diabetes por meio de exames oftalmológicos, já que em determinadas pessoas, os sintomas da doença demoram a ser percebidos. "Pelas inúmeras complicações que o diabetes traz ao organismo e à saúde ocular, o diagnóstico precoce, a prevenção e a mudança de hábitos são fundamentais no controle e tratamento da diabetes", destaca Tania Schaefer.

Serviço

Oftalmologista Tania Schaefer (CRM-PR 5416/CRM-RJ 17335)
Site: http://www.schaefer.com.br
Clínica Schaefer Oftalmologia e Neurologia
Endereço: Avenida Getulio Vargas, 2932, Água Verde, Curitiba/PR
Fone: (41) 3027-3807

quinta-feira, 29 de outubro de 2015

Ministério da Saúde cria grupo de trabalho para apoiar estudo da fosfoetanolamina


Ação tem como objetivo apoiar os estudos e orientar os ensaios clínicos com a substância e verificar se possui eficácia e fornece segurança à população

O Ministério da Saúde deve publicar nesta sexta-feira (30) portaria para apoiar os estudos clínicos e a produção da fosfoetanolamina, conhecida como “pílula do câncer”. O medicamento causou polêmica após ser apontado como revolucionário no tratamento de câncer, mas não conta com estudos clínicos que comprovem seus benefícios. De acordo com o documento, que determina a criação de um grupo de trabalho, o Ministério passará a apoiar as etapas para o desenvolvimento clínico do medicamento.

“Estamos colocando à disposição do professor responsável pela síntese dessa molécula a possibilidade de submeter à fosfoetanolamina a todos os protocolos para verificar se a substância é ou não eficaz e por fim a essa celeuma. Por isso, a recomendação do Ministério da Saúde é que as pessoas não façam uso dessa substância até que os estudos sejam concluídos”, orienta o ministro da Saúde.

O grupo contará com o apoio da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para orientar os pesquisadores na elaboração dos protocolos clínicos e documentações necessária e deverá contar com o apoio do Instituto Nacional do Câncer (Inca) para a realização de estudos clínicos e também da Fiocruz. Para isso será elaborado um plano de trabalho que prevê desde a caracterização da molécula, passando pelo desenvolvimento da formulação, produção de lotes de medicamentos experimentais seguindo as Boas Práticas de Fabricação (BPF) da Anvisa e realização de estudos pré-clínicos, ensaios clínicos e estudos de farmacovigilância.

“A grande preocupação do Ministério da Saúde é que as pessoas deixem de realizar o tratamento adequado e que tem sua eficácia comprovado e passem a usar um medicamento que não tem cientificamente uma comprovação de benefícios e efetividade comprovada”, alertou o ministro da Saúde, Marcelo Castro.

De acordo com a portaria, o grupo de trabalho será composto por representantes do Ministério da Saúde e da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). A coordenação da iniciativa será de responsabilidade de um representante da Secretaria de Ciência, Tecnologia e Insumos Estratégicos do Ministério da Saúde.

A previsão é de que o grupo tenha um prazo máximo de 60 dias para apresentar o plano de trabalho das fases de desenvolvimento do projeto. Os nomes dos integrantes do grupo devem ser indicados nos próximos dias.


Tribulus Terrestre e Maca Peruana - Sabor Limão - Nutry Power

sexta-feira, 23 de outubro de 2015

CINCO DICAS PARA PROFISSIONAIS DE MARCENARIA ECONOMIZAREM EM TEMPOS DE CRISE

Os profissionais de marcenaria sabem que prezar por matéria prima de qualidade e oferecer uma peça com acabamento refinado ajudam a fidelizar o cliente e a agregar valor aos seus produtos. Em tempos de crise, todo o cuidado para evitar desperdícios com materiais é importante para otimizar gastos e aumentar a lucratividade sem deixar de lado a qualidade do móvel.

Alexandre Novoselecki, diretor geral da REHAU, empresa alemã fornecedora de inovações e soluções à base de polímeros para a indústria moveleira, dá algumas dicas de boas práticas para economia em tempos de crise econômica aos profissionais desse setor:

1.Planeje todo o projeto antes de começar. Tudo começa com um bom planejamento do projeto, que deve ser preciso, detalhado e com boas medições. Saiba qual matéria-prima será necessária e se seu estoque atende à demanda do projeto, do começo ao fim. É importante ter um bom controle e gerenciamento de todos os processos de produção a fim de evitar desperdícios e também ter segurança de que você conseguirá entregar as peças no prazo prometido para o cliente.

2. Calcular os custos corretamente é fundamental. Um cálculo exato para o mínimo de desperdício é fundamental quando se fala em economia. Hoje existem diversas ferramentas online e aplicativos que ajudam a calcular a quantidade de material necessária para cada projeto. A REHAU, por exemplo, oferece o App "REHAU Soluções para Móveis", disponível para download gratuito em iOS e em Android, que permite o cálculo da metragem de fita de borda para o seu projeto. Quando você calcula os custos de produção com cuidado, você se certifica que sua margem de lucro não será prejudicada por imprevistos de última hora.

3. Use produtos de qualidade. A qualidade do acabamento do seu produto será o principal fator que garantirá a fidelização dos clientes. Por isso é importante trabalhar com produtos de qualidade e marcas de confiança, que ajudarão a agregar valor ao seu produto. Além de aumentar a satisfação do consumidor, a matéria-prima de qualidade também possibilita mais confiança na hora de executar o projeto e evita surpresas no meio do processo de produção.

4. Preste atenção na sua equipe. Sem uma boa equipe, não há um bom resultado. Ter pessoas capacitadas é essencial em todas as etapas do projeto, desde a operação das máquinas até a montagem, que idealmente deve ser realizada uma única vez, evitando a necessidade de "refação" de serviços. Afinal, tempo é dinheiro, e uma equipe bem treinada e que recebe atenção é uma equipe mais feliz, mais produtiva e que entrega produtos de qualidade superior.

5. Mantenha a manutenção do maquinário em dia. É fundamental seguir à risca as recomendações do fabricante para a manutenção do maquinário. Isso não só aumenta a vida útil do equipamento, o que significa mais lucratividade, mas também aumenta a sua eficiência na hora da produção. Um equipamento bem mantido e regulado é básico para todo e qualquer trabalho de marcenaria.

Sobre a REHAU

A REHAU é uma empresa líder nas áreas de Construção, Automóvel e Indústria no Brasil e no mundo e trabalha com o princípio de substituir materiais tradicionais por soluções criativas de polímeros de melhor desempenho. Está presente em mais de 170 localidades em 54 países, e possui mais de 18.000 colaboradores que contribuem para o crescimento e o sucesso da REHAU. Para mais informações, visite http://www.rehau.com.br


Caravana do Desenvolvimento Local e Trabalho Decente será lançada na segunda-feira, 26

Bairro do M’Boi Mirim recebe a primeira edição que tem o objetivo de fomentar o trabalho e a geração de renda, com ações focadas no empreendedorismo e desenvolvimento local

A Secretaria Municipal do Desenvolvimento, Trabalho e Empreendedorismo (SDTE) lançará na próxima segunda-feira, 26, às 14h30, em cooperação com a Agencia São Paulo do Desenvolvimento (Adesampa), a Caravana do Desenvolvimento Local e Trabalho Decente, no bairro do M’Boi Mirim, zona sul da capital. O objetivo do projeto é fomentar na cidade o trabalho e a geração de renda com ações focadas no empreendedorismo com o intuito de desenvolver o território local.

A população terá acesso à equipe técnica da Adesampa para orientar sobre as vantagens de se tornar um microempreendedor individual (MEI) com o negócio formalizado. Além do suporte, é possível realizar na unidade do MEI Móvel, que estará no local, emissão do carnê de pagamento mensal e vencido; impressão do comprovante de inscrição e situação cadastral (CNPJ); impressão do cadastro de contribuinte mobiliário (CCM); orientação sobre nota fiscal (comércio e prestação de serviços); declaração anual de rendimentos (do MEI); impressão da inscrição estadual; emissão de certificado da condição do MEI; alteração cadastral e cancelamento do MEI.

A viabilização dos negócios, por meio de financiamento, contará com o apoio da Caixa Econômica Federal e Banco do Brasil, com os programas de microcrédito orientado e produtivo de ambos. Pela CEF, o programa Caixa Crescer disponibiliza linha de crédito com taxa de juros a 2,4% ao mês, sendo o mínimo de R$ 300,00 e o máximo de R$ 15.000,00. O primeiro empréstimo é no valor máximo de R$ 5.500,00

Para o secretário Artur Henrique, a Caravana se junta às diversas ações que a SDTE tem promovido para auxiliar na geração de trabalho e renda na cidade. “A estratégia é mapear e descobrir a vocação dos bairros por onde a Caravana passar. A Adesampa estará com agentes de desenvolvimento em contato com lideranças locais a fim de apurar e disseminar as informações que possam auxiliar a população a encontrar outros caminhos para gerar renda. O CATe (Centro de Apoio ao Trabalho e Empreendedorismo) também estará nesse suporte, ofertando vagas de emprego e reforçando as relações com os empregadores da região para que a comunidade consiga trabalho, sem precisar fazer grandes deslocamentos. Além disso, queremos com essa ação montar uma agenda do Trabalho Decente na cidade

A programação ocorrerá na abrangência das 32 subprefeituras de São Paulo, disponibilizando a estrutura aos moradores por até cinco dias, dependendo da demanda da região.

Programação:

· Subprefeituras M'Boi Mirim / Capela Socorro

Período: 26 a 29 de outubro

Dias: 26 e 27/10 -M'Boi Mirim- Associação do Moradores Santa Lúcia - Rua das Variações Musicais, 100 – (paralela à Estrada da Baronesa) -

Dia: 28/10 - M'Boi Mirim - Praça do Aracati - Rua Inácio Couto com Estrada da Cumbica (ao lado base PM)

Dia: 29/10 - Capela do Socorro- Av. Ana Felícia Mendez, 01 – Chácara do Conde

· Subprefeitura Parelheiros

Período: 3 a 6 de novembro

Dia: 3/11 - Centro de Parelheiros – Rua Amaro de Pontes- (ao lado da Igreja Santa Cruz)

Dia: 4/11 - Parelheiros- Rua Maria Costa Bezerra, s/nº – Recanto Campo Belo

Dia: 5/11 - Parelheiros - Rua das Palmeira, 70 – Vargem Grande

Dia: 6/11 - Parelheiros - Rua Luigi de Caruso, 10 – Jardim São Norberto



· Subprefeituras Cidade Ademar / Campo Limpo

Período: 16 a 19 de novembro

Dia: 16/11 - Campo Limpo - Estrada de Itapecerica , 4015 (próximo ao Metrô Capão)

Dia 17/11 - Campo Limpo- Av. Comendador Santanna (próximo a loja Pernambucanas)

Dia 18/11 - Cidade Ademar- Pça. do Guacuri (Paralela a Estrada Alvarenga)

Dia 19/11 - Cidade Ademar- UBS- Jardim Domitela- 07 Campos



· Subprefeituras São Mateus/ Cidade Tiradentes

Período: 23 a 27 de novembro

Dia 23/11 - São Mateus- “Associação dos Moradores Nova Esperança”- Rua Morro das Pedras- Jardim Rodolfo Pirani

Dias 24 e 25 - São Mateus- Praça Felisberto Fernandes da Silva- Jardim Rodolfo Pirani

Dia 26 - Cidade Tiradentes - Avenida dos Metalúrgicos, altura do número 2.194 (Praça 65 - ao lado do Instituto Pombas Urbanas)

Dia 27 - Cidade Tiradentes- Av. Naylor de Oliveira, altura do número 01 (Praça Maria das Graças)



· Subprefeituras Pirituba / Lapa

Período: 30 de novembro a 4 de dezembro

30/11 a 1/12 – Lapa - Rua Paúva, 257 (Praça Dona Nair Zampieri)

Dias: 2, 3 e 4 – Pirituba - Av. Raimundo Pereira de Magalhães, 11.980 (em frente ao Mercado Atacadão)



· Subprefeituras Butantã / Perus

Período: 7 a 11 de dezembro

Dia 7: Butantã- Av. Vaticano, 128- (esq. c/ Rua Padre João da Cunha- Jd. João XXIII Dia 8: Butantã- Rua Baltazar Rabelo altura do numero 3,771 da Av. Corifeu de Azevedo Marques - (entrada da Comunidade São Remo- no estacionamento do Sup. Roldão)

Dia 9: Butantã- Av. Pujas Sabate, s/nº – alt. nº 839 da Av. Rio Pequeno- Jd. Ivana

Dia 10: Perus - Av. Dr. Sylvio de Campos- Pça. Luiz Neri- Centro Perus

Dia 11 Perus - Av. Cel. José Gladiador esq. c/ Rua Salvador Albano – Jd. Santa Fé – Morro Doce -

· Subprefeituras Ermelino Matarazzo / São Miguel Paulista

Período: 14 a 18 de dezembro

Dia 14: Ermelino Matarazzo - Pça. Giovanni Fianni- alt. nº 4.600 da Av. São Miguel c/ Rua Boturussu - Ponte Rasa

Dia 15: Ermelino Matarazzo - Praça 1º Maio com Av. Paranaguá- Centro Ermelino

Dia 16: São Miguel Paulista - Diogo Gonçalves Laço – Bairro do Jardim Romano – Distrito do Jardim Helena

Dia 17: São Miguel Paulista- Rua: São Gonçalo do Rio das Pedras (em frente a estação Jd Helena/Vila Mara – Bairro de Vl Mara

Dia 18: São Miguel Paulista - Rua José Otoni (no Mercado Municipal de S.M.P) -Galpão D - Pça. Padre Aleixo Monteiro Dias

*A programação pode sofrer alterações
Serviço

Lançamento da Caravana do Desenvolvimento Local e Trabalho Decente

Data: 26/10

Horário: 14h30

Local: Rua das Variações Musicais, 100 – (paralela à Estrada da Baronesa) – M’Boi Mirim 



quarta-feira, 21 de outubro de 2015

Venda de imóvel antes de quitar o financiamento

Além de quitar o débito com a instituição financeira, o proprietário pode lucrar grandes valores, de acordo com a valorização do imóvel no período da venda

A venda de um imóvel ainda financiado está cada dia mais comum. Quem comprou um apartamento ou uma casa há mais de cinco anos, se beneficiou, e muito, com a valorização imobiliária ocorrida nos últimos tempos. Com isso, não é incomum os preços terem quintuplicado nesse período, como aponta o diretor do escritório de representação da Associação Brasileira dos Mutuários da Habitação (ABMH) em São Paulo, Alexandre Naves Soares.

Nesse cenário, ele destaca que as dívidas dos financiamentos imobiliários se tornaram percentualmente pequenas, se comparadas ao valor de mercado do bem. “O que tem encorajado muitas pessoas a vender (ou trocar) a unidade, antes mesmo do fim do prazo contratado, e sem quitar o empréstimo habitacional”, acrescenta Soares.

O diretor da ABMH conta que, até o final da década de 1990, era comum que, nesse tipo de transação (compra e venda de imóvel financiado), o empréstimo fosse transferido ao comprador que, a partir daí, assumia o pagamento das prestações. “Como às vezes a transferência junto ao banco não era possível (por exemplo, por impossibilidade de comprovação de renda), as partes acabavam por recorrer ao chamado ‘contrato de gaveta’, pelo qual o comprador continuava a pagar prestações e acessórios (inclusive seguro por morte e invalidez permanente) em nome do vendedor, e só teria a escritura definitiva na quitação do financiamento.”

De acordo com consultor jurídico da ABMH, Ricardo Pereira Chiaraba, atualmente, essa alternativa é pouco utilizada. “Era (e ainda é) muito arriscada, tanto para o comprador como para o vendedor, podendo implicar, por exemplo, na negativação do nome do vendedor (quando existe atraso no pagamento das prestações) e até na perda do imóvel por parte do comprador, por eventuais dívidas do vendedor que vierem a ser cobradas judicialmente.”

Hoje em dia, a venda de um imóvel objeto de financiamento não traz grandes complicações, e por isso mesmo tem caído no gosto dos proprietários. “O financiamento não impede que o bem seja vendido. A negociação é feita como se o bem estivesse livre e desembaraçado de quaisquer ônus. A única diferença é que o produto da venda será utilizado, primeiramente, para quitação do financiamento existente, e o restante será entregue ao vendedor”, explica Chiaraba.

Ele acrescenta dizendo que o comprador tem a possibilidade de adquirir o imóvel como outro qualquer, ou seja, pode pagar o preço da compra e venda com recursos próprios, FGTS, financiamento ou consórcio imobiliário. “A lógica é a mesma: se o imóvel adquirido estiver financiado, e o comprador também pretende financiar uma parte do preço, o dinheiro disponibilizado pelo novo financiamento vai quitar o empréstimo anterior (do vendedor) e o restante é repassado ao vendedor.”

Assim, a pessoa que pretende vender (ou trocar) um imóvel, esteja ele financiado ou não, deve ter os mesmos cuidados, tais como:

 Ter a segurança que o comprador terá condições de arcar com o preço combinado.

· Verificar quanto terá que pagar ao corretor de imóveis (se for o caso de venda por imobiliária ou corretor autônomo).

· Averiguar se e quanto terá que pagar de Imposto de Renda sobre o ganho de capital (se houver).

· Programar-se para fazer a entrega das chaves dentro do prazo estipulado no contrato.

· Certificar-se que todos os débitos do imóvel estão quitados, especialmente IPTU, taxas condominiais, água e energia elétrica.

· Contratar um profissional habilitado e com experiência, para elaboração do contrato de compra e venda, no qual devem ser especificados todos os detalhes da negociação (inclusive o financiamento existente – se houver), do estado e da conservação do imóvel.

· Se o imóvel vendido estiver financiado, verificar previamente qual o valor necessário para fazer a quitação do empréstimo, e – assim – saber quanto vai efetivamente receber pela venda.

Sobre a ABMH – Idealizada 1999 e mantida por mutuários, a Associação Brasileira dos Mutuários da Habitação (ABMH) é uma entidade civil sem fins lucrativos que tem como objetivo difundir as formas de defesa de quem compra imóveis, em juízo ou fora dele, com o efetivo cumprimento dos dispositivos legais. Atualmente, a Associação possui representações em 13 estados, além do Distrito Federal e presta consultoria jurídica gratuita.

Dr. Ricardo Pereira Chiaraba
Consultor jurídico da Associação Brasileira dos Mutuários da Habitação (ABMH) em Sorocaba
Telefone: (15) 3224-1191

Dr. Alexandre Naves Soares
Diretor executivo do escritório de representação da Associação Brasileira dos Mutuários da Habitação (ABMH) em São Paulo (SP)
Telefone: (11) 5083-0020



segunda-feira, 19 de outubro de 2015

Biometria deve autenticar 226 bilhões de pagamentos em 2020

Estudo realizado pela consultoria Goode Intelligence revela que em 2020 o uso da tecnologia biométrica estará tão incorporado às transações comerciais, que será responsável por tornar seguros mais de 226 bilhões de pagamentos – numa movimentação em torno de 5,6 trilhões de dólares. De acordo com o autor do estudo, Alan Goode, a autenticação segura de pagamentos realizados neste ano já envolve mais de 50 milhões de clientes.

Na opinião de Phil Scarfo, vice-presidente mundial de marketing da HID Biometrics, a identificação biométrica de impressões digitais torna alguns processos mais rápidos e confiáveis, principalmente as transações bancárias. “Hoje, cerca de 90 mil caixas eletrônicos brasileiros contam com sensores biométricos, mas ainda há quase 70 mil que precisam investir nessa tecnologia tão conveniente e segura. Os sensores de imagem multiespectral empregam diversos comprimentos de ondas luminosas em conjunto com modernas técnicas de polarização para obter características singulares da impressão digital, tanto da superfície da pele quanto de uma subcamada que reproduz o mesmo padrão. Sendo assim, essa tecnologia não apenas confere a impressão digital externa, quanto interna. Por isso é tão eficiente no combate às tentativas de fraude, sendo bastante efetiva na rápida identificação de dedos molhados, machucados, oleosos ou ressecados já na primeira tentativa de uso”.

Scarfo atribui a adesão em massa à autenticação biométrica da impressão digital ao fato de ser uma tecnologia muito eficiente contra fraudes e ainda assim bastante viável do ponto de vista do investimento. “Hoje em dia existem dois tipos de organizações: as que sabem que estão sendo hackeadas e as que não sabem. Infelizmente, todas são vulneráveis e suscetíveis a ataques – que são constantemente aprimorados. Como nenhuma ferramenta é capaz de oferecer 100% de segurança por muito tempo, nos empenhamos em atualizar nossa tecnologia regularmente. Hoje, a leitura da impressão digital de uma pessoa consegue provar se ela é mesmo quem está dizendo que é, identificando também o local, data e hora em que está acessando determinado serviço. O sensor de imagem multiespectral consegue classificar corretamente 99,5% das pessoas e das impressões digitais falsas”.

O executivo diz que as tentativas de fraudar a tecnologia de impressão digital convencional estão aumentando rapidamente e também estão se tornando mais sofisticadas. “Os fraudadores se aproveitam de imagens de baixa qualidade e da falta de dispositivos no mercado que diferenciem um dedo humano vivo de um dedo falso. A tecnologia de imagem multiespectral resolve esses dois problemas, já que produz uma imagem de alta qualidade, é confiável e verifica se a impressão digital pertence mesmo ao usuário em questão”. Além de proporcionar identificação biométrica superior, Scarfo diz que há a possibilidade de combinar a autenticação biométrica com um segundo fator, como, por exemplo, um documento de identidade. “Trata-se de outro diferencial da HID Global para oferecer autenticação segura e dar ao cliente uma ampla gama de opções para gerenciar tanto a identidade como o controle de acesso do usuário. Assim, os clientes são beneficiados com segurança e comodidade, enquanto os prestadores de serviços reduzem suas vulnerabilidades, ameaças e desfrutam de um retorno sobre o seu investimento”.


Fontes:

http://www.goodeintelligence.com/report-store/view/biometrics-for-payments-payment-security-gets-personal-market-technology-analysis-adoption-strategies-forecasts-20152020


Phil Scarfo, vice-presidente mundial de marketing da HID Biometrics -www.hidglobal.com


Sobre a HID Global


A HID Global é a fonte confiável de produtos inovadores, serviços, soluções e know-how relacionado com criação, gerenciamento e uso de identidades seguras para milhões de clientes em todo o mundo. Mercados atendidos pela empresa incluem controle de acesso físico e lógico, com autenticação forte e gerenciamento de credenciais; impressão e personalização de cartões; sistemas de gestão de visitantes; identidades altamente seguras para cidadãos e governo; e tecnologias de identificação RFID utilizadas na identidade animal, indústria e aplicações de logística. As principais marcas da companhia incluem ActivID®, EasyLobby®, FARGO®, IdenTrust®, LaserCard®, Lumidigm®, HID Biometrics®. Com sede em Austin, Texas, a HID Global tem mais de 2.100 funcionários no mundo todo e opera escritórios internacionais que atendem mais de 100 países. A HID Global® é uma marca do Grupo ASSA ABLOY.


terça-feira, 29 de setembro de 2015

Aviação deverá ter déficit de caixa superior a R$ 7,3 bilhões em 2015— 29 de setembro de 2015

A aviação comercial brasileira deve encerrar 2015 com um déficit de caixa superior a R$ 7,3 bilhões, informou hoje a Associação Brasileira das Empresas Aéreas (ABEAR). É o pior resultado da história do setor, equivalente à soma dos resultados líquidos negativos registrados em três anos consecutivos pelo transporte aéreo (2011 a 2013), ou R$ 7,4 bilhões, segundo dados da Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC).

Esse déficit está sendo impulsionado pela escalada da cotação do dólar em relação ao real e pelo aumento de custos de 24% previsto para este ano, enquanto a receita deve crescer bem menos, ou 3,7%.

“Esse cenário coloca em risco uma década de conquistas, pois saltamos de um patamar de 30 milhões para 100 milhões de passageiros. Com o câmbio nesse valor, não é admissível trabalhar com custos muito acima da média mundial, como é o caso do combustível”, afirmou o presidente da ABEAR, Eduardo Sanovicz. O executivo lembra que, até agosto, a cotação do dólar acumula valorização de 55%, na comparação anual. Cerca de 60% dos custos da aviação são dolarizados.

Para 2016, as projeções indicam uma déficit de caixa de até R$ 12,2 bilhões, caso a cotação do dólar fique em torno de R$ 4,44. Se a moeda americana for cotada na casa dos R$ 3,88, as perdas poderão se situar em R$ 11,4 bilhões.

“Se esse cenário não for enfrentado com maturidade, as pessoas vão voltar para o ônibus”, disse Sanovicz. A ABEAR apresentou, na semana passada, seis propostas para enfrentar a atual situação econômico-financeira ao ministro da Secretaria de Aviação Civil (SAC), Eliseu Padilha. Nesta quinta-feira, será a vez do ministro da Fazenda, Joaquim Levy.

Entre tais medidas está o alinhamento do preço do querosene de aviação (QAV) com o mercado internacional, a eliminação da incidência do ICMS sobre o combustível, um “waiver” das tarifas aeroportuárias e de navegação com financiamento via Fundo Nacional de Aviação Civil (FNAC) e a revisão da regulação das Condições Gerais do Transporte Aéreo, entre outros temas.

“Não estamos propondo a isenção de subsídios. Nossas contas nós assumimos. O que a gente não pode mais é trabalhar num cenário no qual os insumos que recaem sobre as empresas tenham preços tão díspares em comparação com o mercado internacional”, afirmou Sanovicz.




INDÚSTRIAS DA ZONA LESTE CORREM SÉRIO RISCO DE FECHAR

Os industriais da zona Leste decidiram criar um movimento peladefesa da indústria brasileira. Segundo sua página no Facebook (#lutapelaindustria), “a luta é dos industriais e trabalhadores indignados com a ultrajante situação da indústria brasileira”.

Para os organizadores, já estava na hora de lançar uma campanha para mostrar a insatisfação com o descaso dos governantes sobre os efeitos da desindustrialização. “O empresário nacional não está contente, pelo contrário, está nervoso e revoltado com a situação cada vez mais difícil”, resume Charbel Najib Mattar, da Primo Industrial.

“Nós estamos em estado de luto porque a indústria está quebrando.” De fato, o slogan da campanha “Luta em defesa da indústria” mostra uma bandeira estilizada nas cores verde e amarela, com uma tarja preta sobreposta.

As estratégias de disseminação, porém, ainda estão sendo avaliadas. “A ideia é divulgar o movimento entre os industriais para incentivar a mobilização da nossa classe. O industrial brasileiro não está habituado a defender seus interesses pessoalmente, estamos sempre terceirizando essa tarefa, que é exclusivamente nossa. Principalmente o pequeno e o médio industrial costumam seguir o que definem as grandes empresas ou o próprio governo. É muito provável que essa falta de mobilização seja a raiz dos problemas que enfrentamos”, pondera Ricardo Martins, diretor do CIESP Leste.

Estão sendo programados encontros de empresários e possíveis manifestações para divulgar os pleitos do movimento.Para mais informações, basta entrar no site www.lutapelaindustria.org. Lá, os interessados podem se cadastrar, baixar o logotipo e sugerir iniciativas. Na página do Facebook, os participantes podem participar da comunidade, compartilhar experiências e opiniões e ajudar o movimento a crescer para sensibilizar os poderes constituídos em defesa da indústria.

CIESP DISTRITAL LESTE (www.ciespleste.org.br)

O Centro das Indústrias do Estado de São Paulo é uma sociedade civil de direito privado que visa dar suporte aos empresários paulistas e representá-los junto à sociedade e ao governo brasileiro.

Desde sua fundação, em 1928, tem colaborado para a expansão e modernização da economia nacional, por meio de participação política, representatividade, inserção comunitária e prestação de serviços. Atualmente está distribuído no Estado de São Paulo, em 39 Diretorias Regionais, quatro Diretorias Distritais na Capital (zonas Norte, Sul, Leste e Oeste) e uma Central, totalizando 43 unidades. Congrega 9 mil empresas associadas em todo o Estado.

O empresário associado usufrui de representação garantida junto a todas as esferas do governo brasileiro, e dos serviços que a entidade oferece, como emissão de certificados de origem para exportação, assessoria técnica, jurídica e econômica, linhas de crédito facilitado e participação em cursos e palestras.

O Ciesp Leste é organizado em Grupos de Trabalho que cuidam das áreas de: Cursos e Palestras; Promoção Comercial; Jovens Empreendedores, Assessoria de Recursos e Jurídica; Integração ao Sistema S – Sesi, Senai e Sebrae; Meio Ambiente e Responsabilidade Social.

quinta-feira, 24 de setembro de 2015

PROGRAMAÇÃO DA PRIMEIRA VIRADA DA MATURIDADE


Evento para toda a família será realizado de 10 a 4 de outubro e colocará o idoso como protagonista das atividades
De 10 a 4 de outubro, a cidade de São Paulo será palco da 1ª Virada da Maturidade – um dos maiores eventos já criados para valorização da experiência e sabedoria dos idosos–, que tem como objetivo destacar a qualidade de vida por meio da expressão das pessoas com mais de 60 anos, demonstrando seu talento e produtividade como artistas, pensadores, poetas, atletas e muito mais. O diferencial da iniciativa é justamente a ação do idoso como protagonista no evento, e na sociedade. Para isso, toda a programação terá a participação de pessoas maduras, que demonstrarão seu conhecimento e as alternativas para bem viver esta etapa da vida. A vitalidade do idoso é algo que está sempre em pauta nas discussões da sociedade, e na programação da Virada da Maturidade, além de palestras e oficinas, muitas atividades serão voltadas à saúde, ao esporte e ao bem estar. Principalmente nos dias 3 e 4, o Parque da Água Branca terá, em diversos pontos, ações voltadas à saúde. Será livre, gratuito e com o intuito de trazer mais qualidade de vida para todos os participantes. De acordo com Fernanda Gouveia, psicóloga e idealizadora do evento, a programação da Virada da Maturidade quer trazer um novo olhar sobre o processo de envelhecimento, motivar as pessoas para o protagonismo do idoso, engajar os mais jovens e os próprios idosos para o dia a dia de suas tarefas. "Visitantes de qualquer idade terão a oportunidade de se aproximarem da sabedoria que os idosos oferecem e participar das. Além disso, será uma oportunidade para colocar em pauta questões prioritárias do idoso e reflexões sobre o bem envelhecer", enfatiza Fernanda. Veja a programação de bem estar da Virada da Maturidade abaixo: Programação: Instituto de Assistência Médica ao Servidor Público Estadual (Iamspe) / Hospital do Servidor Público Estadual (HSPE) 01/10 e 02/10 · 10h às 11h - Aula de Dança Sênior CRI NORTE 01/10 · 8h - Caminhada e Lian Gong CASA DE CULTURA CHICO SCIENCE 1/10 – Acontecem simultaneamente (das 14h às 15h) · Palestra alimentação saudável · Oficina de automaquiagem · Oficina de automassagem Universidade Presbiteriana Mackenzie (Fisioterapia) 02/10 · 13h30 às 17h30 - Ação Casa Segura Itaú Cultural 02/10 · 8h30 - Aulão de Caminhada e Alongamento Itaú Viver Mais Shopping Central Plaza · 02/10 – Baile (16h e 18h) · 02/10 – Aulão de dança (16h e 19h) · 03/10 – Aulão de artesanato (13h, 15h, 17h e 19h) PARQUE DO IBIRAPUERA 2/10 · 7h ás 8h30 - Aulão (caminhada e alongamento) no parque do Ibirapuera, PARQUE DA ÁGUA BRANCA 2/10 · 8h30 as 10h30 - Aulão (caminhada e alongamento) AUDITÓRIO FATEC – IPIRANGA 02/10 · 9h - Palestra e Oficina “Qualidade de Vida”, com a psicóloga Simone Vitale · 11h - Danças ciganas PARQUE DA ÁGUA BRANCA 3 e 4/10 BAMBUZAL · Tai-Chi Chuan · Ginástica feminina, Orientações sobre postura adequada e Dança Sênior (PUC-SP) · Aula de ginástica pós oficina de equipamentos (Agita SP) · Alongamento, dança como cultura corporal ritmos · Hip hop com idosos (Espaço Conviver Itanhaém) · Dança coreográfica, ginástica anti-stress, aula de dança de salão (Viver Mais) Pergolado – Oficinas (Das 10h às 11h) · Ginástica ao Alcance de todos – oficina de construção de equipamentos de ginástica (Agita SP) TENDA BRANCA (Das 16h às 17h) · Ginástica anti-stress · Dança de salão · Dança coreográfica · Atividade Vivencial para Netos e avós: aproximando gerações (ABRAz) · Alongamento · Aulão de dança · Aula de ginástica · Dança terapia · Aula de ginástica Praça do Idoso - 03/10 (10h às 15h) · Orientação de exercícios por educadores físicos

Porto Alegre ingressa no circuito dos destinos gay-friendly do Brasil


Júnior Coimbra (terceiro, da esq. para a dir.) e Neusvaldo Lima (primeiro à dir.). Crédito: Divulgação


Os secretários de Programas de Desenvolvimento do Turismo, Neusvaldo Lima, e de Políticas de Turismo do Ministério do Turismo, Junior Coimbra, participaram nesta quinta-feira (24) da cerimônia de lançamento do programa Porto Alegre LGBT, que insere a capital gaúcha no circuito dos destinosgay-friendly do Brasil. O evento ocorreu no estande do MTur na feira Abav Expo em São Paulo.

A apresentação do programa foi feita pelo secretário de Turismo de Porto Alegre, Luiz Fernando Moraes que ressaltou a importância deste segmento para os destinos turísticos. Segundo Organização Mundial do Turismo, o público LGBT representa 10% dos viajantes no mundo, movimenta 15% do faturamento do setor e cresce 10,3% ao ano, bem acima da taxa média do setor no mundo, em torno de 4%.

“O desenvolvimento de produtos específicos para os diferentes nichos do mercado turístico vem para fortalecer os destinos e atrair uma variedade cada vez maior de visitantes”, disse o secretário Júnior Coimbra, do MTur. O site www.portoalegre.info/lgbt é a ferramenta disponível ao turista LGBT onde estão organizadas as informações sobre atrativos, serviços e eventos de Porto Alegre, o mais novo destino gay-friendly do país.

De acordo com a Secretaria de Turismo de Porto Alegre, a estruturação do segmento se iniciou pela articulação com entidades e empresas do setor, grupos e organizações que atuam na defesa da diversidade, além da área da Livre Orientação Sexual da Secretaria Municipal de Direitos Humanos da cidade e de seminário de sensibilização. Atualmente, o projeto segue com oficinas de capacitação dos serviços receptivos da capital gaúcha.

*Com informações da Secretaria Municipal de Turismo de Porto Alegre

terça-feira, 22 de setembro de 2015

Arnaldo Baptista in Concert no Sesc Belenzinho

O show solo marca seu retorno aos palcos paulistanos
Há quatro anos, Arnaldo Baptista pisava no palco do mesmo Teatro do Sesc Belenzinho, em concerto solo, depois de 30 anos sem se apresentar nesse formato. Nos dias 2, 3 e 4 de outubro, sexta e sábado às 21h, e domingo às 18h, o mesmo teatro o recebe de volta para atender aos pedidos de uma crescente legião de fãs, em sua maioria jovens entre 17 e 34 anos, que só na sua fan page do Facebook somam mais de 107 mil seguidores.

Quase à capela, intimista, o concerto traz Arnaldo Baptista cantando e tocando ao piano de cauda, tendo como vídeo-cenário projeções de seus trabalhos como artista plástico. “Estou experimentando e gostando desse formato – toco meu pianinho e canto. Posso fazer uma coisa mais íntima e poética, com muito improviso. Assim, a curtição fica mais longa”, conta Arnaldo sobre seu concerto, que já recebeu o nome de “Sarau o Benedito?”

Arnaldo Dias Baptista é um dos nomes mais influentes e originais do rock’n’pop brasileiros. Conhecido primeiro como líder de Os Mutantes entre 1966-1973, partiu em carreira solo, gravando seis álbuns de 1974 a 2004, entre eles os antológicos “Loki?” e “Singin’ Alone”. Toda essa obra solo foi remasterizada e relançada digitalmente no final de 2013. A sensibilidade, poesia e arte vanguardistas de Arnaldo Baptista o levou para além da música e, entre outras conquistas, se notabilizou, a partir de 2010, como artista plástico pelas mãos da Galeria Emma Thomas, somando já duas individuais em seu portfolio. Boa parte de sua trajetória está também registrada no premiado e emocionante documentário “Loki! Arnaldo Baptista”, de 2008, do diretor Paulo Henrique Fontenelle.

Para o repertório deste concerto, Arnaldo selecionou clássicos como “Cê Tá Pensando que Eu Sou Loki?”, “Não Estou nem Aí”, “Jesus Come Back to Earth” e “Balada do Louco”. O show traz ainda as inéditas do novo álbum, Esphera, como “I Don’t Care” e “Walking in the Sky”. Um set list de dezenas de canções, que ele vai escolhendo na hora, de acordo com a intuição e a reação da plateia, tornando seus concertos únicos a cada apresentação.


ARNALDO BAPTISTA IN CONCERT
02, 03 e 04/10/2015. Sexta e sábado, às 21h. Domingo às 18h.

Teatro.(392 lugares – acesso para pessoas com deficiência).
Duração: 1h00
Não recomendado para menores de 12 anos.
Ingressos à venda pelo Portal Sesc SP (www.sescsp.org.br), a partir de 22/09/2015, às 15h30, e nas unidades, a partir de 23/09/2015, às 17h30:

R$ 30,00 (inteira); R$ 15,00 (aposentado, pessoa com mais de 60 anos, pessoa com deficiência, estudante e servidor da escola pública com comprovante); R$ 9,00 (trabalhador do comércio de bens, serviços e turismo credenciado no Sesc e dependentes [Credencial Plena]).

Sesc Belenzinho
Endereço: Rua Padre Adelino, 1000
Belenzinho – São Paulo (SP
Telefone: (11) 2076-9700
www.sescsp.org.br/belenzinho

Estacionamento
Para espetáculos com venda de ingressos:
R$ 6,00 (não matriculado);
R$ 3,00 (matriculado no SESC - trabalhador no comércio de bens, serviços e turismo/ usuário).

terça-feira, 15 de setembro de 2015

Neo Química oferece ferramenta de busca e comparação de preços de medicamentos

No site da marca, os consumidores podem descobrir quais redes ou lojas possuem os valores mais acessíveis para compra

Realizar uma pesquisa antes de comprar um determinado medicamento pode auxiliar os consumidores a economizar, já que os preços costumam variar em diferentes farmácias e localidades. Para proporcionar um serviço diferenciado aos seus consumidores, a Neo Química se torna a primeira marca do setor farmacêutico do país a fornecer em seu site um exclusivo sistema de busca e comparação de preços de todos os medicamentos genéricos e similares equivalentes existentes em seu portfólio. Em parceria com o portal Multifarmas, a marca acaba de lançar um serviço que possibilita localizar quais redes ou lojas possuem o melhor preço para cada tipo de medicamento.

O sistema é atualizado em tempo real e, por isso, é possível saber durante a pesquisa se uma determinada loja possui o medicamento desejado em seu estoque. A funcionalidade é simples: basta que o consumidor entre na área de produtos no site da Neo Química e pesquise o medicamento. A partir disso, são informadas todas as características do remédio e o botão “Saiba onde comprar”. Ao clicar nele, são apresentados ao consumidor os preços de diferentes lojas, com a possibilidade de redirecionamento para efetuar a compra nos sites de drogarias e farmácias que entregam em todo território nacional.

Confira a novidade em www.neoquímica.com.br

quarta-feira, 9 de setembro de 2015

Queda de grau de investimentos é uma grande derrota para o País

Com a perda do grau de investimentos, por motivos estatutários, alguns fundos de pensão, principalmente internacionais, serão obrigados a sacar seus recursos do país e realocar em outras aplicações fora do Brasil

A perda do grau de investimentos anunciada pela S&P, uma das mais importantes agências de rating do mundo, nesta quarta-feira, não pode ser considerada exatamente uma surpresa. Era inevitável. Apesar dos esforços das autoridades econômicas nos últimos dias para que o país mantivesse a nota de risco dentro do chamado grau de investimento, o País se vê obrigado a encarar mais essa derrota.

Os desentendimentos acerca do orçamento de 2016, somados ao evidente desconforto do ministro Levy após o envio de uma proposta de déficit de R$ 30 bilhões para o próximo ano, somente acelerou o processo de desconfiança.

Não só os investidores perceberam ao longo deste ano que o país está sendo incapaz de fazer um ajuste fiscal relevante, mas também tem ficado evidente que não há consenso dentro do governo sobre o tema. Também não há respaldo político para aprovação de medidas de ajuste fiscal, o que na prática inviabiliza qualquer ajuste neste momento.

Para a FecomercioSP, é lamentável que tenhamos mais essa perda em um cenário de crise econômica sem previsões de melhora. Esse anúncio só atesta mais uma vez o quanto o mercado internacional começa a duvidar da capacidade do país em retomar o rumo do crescimento e o equilíbrio fiscal.

quinta-feira, 3 de setembro de 2015

SOCIEDADE DE BAURU COMEMORA OS DESTAQUES DO ANO DE 2015

Clínica Plenitas recebe prêmio de destaque do ano na categoria "Serviços"

Foi realizada na noite de 29 de agosto de 2015, no espaço Sagae Eventos em Bauru, uma festa de confraternização para entrega do Prêmio "Destaques do Ano" oferecido pela ACIB - Associação Comercial e Industrial de Bauru, que premia todos os anos os destaques nos setores:

Empresa Destaque - Setor Serviços;
Empresa Destaque - Setor Comercial;
Parceria Destaque - Parceira do Comércio e Serviços;
Empresário Destaque - Comerciante ou Prestador de Serviços;
Personalidade Destaque - Pessoas que contribuíram para o crescimento da comunidade.

Para receberem o prêmio, as empresas precisam estar enquadradas em pré requisitos que atendam a população e atuem em parceria com a cidadania em questões como: Investir na cidade, Valorizar seu corpo funcional, Contribuir socialmente na comunidade, Projetar o nome da cidade, Diferenciais competitivos, Contribuir para a melhoria do setor comércio e serviços, Ações sociais conjuntas, Excelência no trabalho, Parceria, Liderança, Representatividade, Tradição. Atuação na comunidade e Referência na área que atua ou já atuou. Os escolhidos em maioria pelo público recebem a homenagem. Neste ano, além da Clínica Plenitas, também receberam o prêmio: Amantini Veículos e Peças; Claudenor Zopone Jr. (Júnior Zopone) e Claudio Zopone; Sindicato do Comércio Varejista de Bauru e Região (Sincomércio) e Hecmet Farha.


Adylson Godoy e Dr. Celso Felicio de Carvalho
Em seu discurso, o Dr. Celso Felício de Carvalho, diretor da Plenitas, contou à todos os caminhos que ele e sua equipe traçaram até chegar num conceito de excelência, desde a criação do projeto até a participação de todos os funcionários, aos quais agradeceu e dividiu com a sua equipe o prestigio e a homenagem recebidas.

Presentes no evento haviam aproximadamente 800 pessoas entre convidados e personalidades, dentre os quais estavam o prefeito de Bauru Rodrigo Antônio de Agostinho Mendonça e o pianista bauruense Adylson Godoy que completa este ano 50 anos de carreira.






UFSCar recebe XI Encontro da Região Sudeste da Rede de Incubadoras Tecnológicas de Cooperativas Populares

Inscrições podem ser feitas até o dia 4 de setembro pelo site do evento

De 4 a 7 de setembro ocorre na Universidade Federal de São Carlos (UFSCar) o XI Encontro da Região Sudeste da Rede de ITCPs. A rede de Incubadoras Tecnológicas de Cooperativas Populares (ITCPs) é formada por membros de diversas universidades e tem o propósito de facilitar as articulações em Economia Solidária. O objetivo do evento é buscar um fortalecimento da Rede Sudeste de ITCPs e estabelecer novas diretrizes, tendo como tema "O papel das incubadoras na extensão universitária: relações intra e extra muros".
O Encontro é uma parceria entre o Núcleo Multidisciplinar Integrado de Estudos, Formação e Intervenção em Economia Solidária (NuMI-EcoSol), a Pró-Reitoria de Extensão (ProEx) da UFSCar e a Rede Sudeste de ITCPs.
O evento é destinado a qualquer pessoa que atue junto às iniciativas de Economia Solidária. As atividades, incluindo mesas, grupos de trabalho, oficinas e atividades culturais acontecem no Teatro Florestan Fernandes, nos Auditórios 1, 2 e 3 da Biblioteca Comunitária, Sala Multiuso e NuMI-EcoSol, todos localizados na área Norte do Campus São Carlos da UFSCar.
As inscrições acontecem até o dia 4 de setembro, próxima sexta-feira, pelo site do evento, em xiencontroderedes.wix.com/encontro. Mais informações podem ser obtidas pelo telefone (16) 3351-8701 ou pelo email xiencontroderedes@gmail.com.

quarta-feira, 2 de setembro de 2015

ARTIGO: Sonegação de impostos no Brasil - Por Célio Pezza

Quando a carga tributária é muito alta e a fiscalização da sonegação é baixa, passa a ser economicamente racional a prática da sonegação. De acordo com a Receita Federal, a carga tributária bruta no Brasil passa de 35% do PIB, sendo que o Governo Federal fica com aproximadamente 70%, os Estados com 25% e os Municípios 5%. Já o Sindicato Nacional dos Procuradores da Fazenda Nacional, SINPROFAZ, estima que a sonegação de impostos no Brasil seja maior que a corrupção e que os cofres públicos perdem acima de R$ 500 bilhões por ano pelo não pagamento dos impostos devidos.

Este é um grande mal ao país que continua nas sombras, com pouca ou nenhuma divulgação pela grande mídia, apesar do tamanho do rombo aos cofres públicos. Os impostos mais sonegados são o INSS, o ICMS, o Imposto de Renda e as contribuições sociais pagas com base nas declarações das empresas.

Um estudo feito pelo Instituto Brasileiro de Planejamento Tributário, com sede em Curitiba, divulgou que existem indícios de sonegação em 65% das empresas de pequeno porte, 49% das empresas de médio porte e 27% das grandes empresas. A sonegação é maior no setor industrial e, apesar dos mecanismos existentes para evitar a sonegação, quase nada é feito. Muitas vezes, depois de uma empresa sonegar durante anos, ainda é contemplada com um parcelamento da dívida a perder de vista ou com uma anistia fiscal.

Essa prática, na verdade, premia os maus empresários, destrói o mercado e pune aqueles que recolhem seus impostos rigorosamente em dia. É debochar do empresário sério, que perde competividade, mercado e condições de crescer dentro da lei, pois seus concorrentes têm preços melhores pela simples sonegação de impostos. E quem deveria evitar essa prática criminosa, cala e consente com seu silêncio.

Os principais tipos de sonegação apurados são a venda sem nota, com “meia nota”, duplicidade da numeração da nota fiscal, a compra de notas fiscais, o saldo negativo do caixa ou passivo fictício, o crescimento patrimonial incompatível dos donos do negócio, a apropriação indébita, como o não recolhimento de tributos descontados dos funcionários, e muitos outros.

Em 2013, o SINPROFAZ criou o Sonegômetro e desde essa data vem alertando que a sonegação e a lavagem de dinheiro vêm financiando a corrupção que assola o país e que isso só acontece porque temos um Estado muitas vezes tolerante e conivente, que não combate de forma eficaz essa prática e, sempre que falta dinheiro no caixa, corta investimentos necessários, aumenta a taxa de juros e os impostos, quando o correto seria combater a sonegação e punir exemplarmente os sonegadores.

*Célio Pezza é colunista, escritor e autor de diversos livros, entre eles: As Sete Portas, Ariane, A Palavra Perdida e o seu mais recente A Tumba do Apóstolo. Saiba mais em www.facebook.com/celio.pezza

O PODER DO CIDADÃO – JOÃO DORIA

João Doria
Somos brasileiros. Das mais variadas profissões e setores, imbuídos na luta de progredir em nosso País, que há de retomar o rumo do crescimento. Diante das crises econômica, política e moral que assolam o País, cabe a nós, cidadãos, oferecer nosso empenho pessoal e profissional para virar o jogo. Só fortalecendo nossa cidadania, poderemos garantir nosso próprio futuro como nação.

A expansão de direitos de cidadania teve avanços na última década no País, não há dúvida. O aumento do poder aquisitivo contribuiu diretamente para esta conquista. O recente relatório Prosperidade compartilhada e erradicação da pobreza na América Latina e Caribe, publicado pelo Banco Mundial no primeiro semestre, revela que, nos últimos 20 anos, cerca de 60% dos brasileiros subiram de classe econômica e o Brasil está próximo de erradicar a pobreza extrema. Ainda assim, 18 milhões de brasileiros vivem na pobreza e um terço da população não tem condições econômicas para viver condignamente – sem emprego e formação necessária para melhorar sua condição.

O Brasil está menos desigual, mas o abismo é imenso. Boa parte de sua população enfrenta as consequências e uma economia frágil, amargando a perspectiva de uma crise prolongada. Ainda segundo o estudo, a desigualdade no Brasil está acima da registrada na América Latina e Caribe. Cerca de 1% da classe mais rica recebe 13% da renda total do País.

O principal entrave para o processo de redução de desigualdade está na educação. O Brasil ficou na 60.ª posição no ranking mundial de educação, realizado pela Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE), que avalia avaliados 76 países ¬ ¬por meio do desempenho de alunos de 15 anos em testes de Ciências e Matemática. A performance de nossos jovens ainda está distante da média dos países-membros.

É fato que quanto melhor o padrão educacional de uma nação, maior o seu crescimento econômico. Não à toa, países com escassez de recursos naturais investiram alto no desenvolvimento intelectual da população e hoje despontam como líderes em inovação e conhecimento.

A educação é também pedra fundamental para a expansão da cidadania e formação do pensamento crítico de um povo. Se a tão sonhada revolução educacional caminha a passos lentos, cabe ao brasileiro traçar o seu caminho. Tenho orgulho de assistir a empresas investindo em capacitação, ONGs agindo paralelamente na tentativa de mudar essa realidade. Ressalto os nomes de líderes comprometidos com as transformações sociais no Brasil em diversas áreas, como Jorge Paulo Lemann, com a fundação que leva seu nome, e Luiz Seabra, por meio do seu Instituto Natura. São dois exemplos de uma extensa lista de brasileiros com sucesso em seus empreendimentos e com olhar para o futuro. Mas há milhares de exemplos individuais de superação.

É urgente que Brasil conquiste o equilíbrio entre o desenvolvimento da cidadania e a cidadania do desenvolvimento. Não faremos isso olhando números econômicos, mas trabalhando e cobrando do poder público seu dever para com os direitos dos cidadãos. Somos brasileiros. E nossa causa é a construção do progresso do País.

terça-feira, 25 de agosto de 2015

Parceiro de negócio do BMW Group Brasil conquista certificação inédita na América Latina




· Grupo Barigüi, representante das marcas BMW e MINI em Maringá (PR), é a primeira concessionária a receber o LEED (Leadership in Energy and Environmental Design), selo de orientação ambiental para edificações, com foco em sustentabilidade;

· Revenda atende a uma série de requisitos, tais como espaço sustentável, eficiência no uso de água e qualidade ambiental.

O Grupo Barigüi, representante das marcas BMW e MINI localizada na cidade de Maringá (PR), é a primeira concesionária de automóveis da América Latina a conquistar a certificação LEED (Leadership in Energy and Environmental Design), na categoria Silver. Trata-se de um dos mais importantes selos internacionais de certificação e orientação da construção civil, utilizado em mais de 140 países.

Para obter a certificação, a Barigüi implementou uma série de ações que a tornam a concessionária com construção mais sustentável da região. Há, por exemplo, vagas especiais para veículos com baixa emissão de poluentes, como elétricos e híbridos, bicicletário e um sistema de captação de águas pluviais, com boa capacidade de armazenamento. Dessa forma, é possível reduzir o uso de água potável na lavagem de veículos, por exemplo.

Nos sanitários e vestiários, equipamentos eficientes reduzem a vazão de água e, consequentemente, seu consumo, o que propicia economia de até 40%. O uso de materiais que diminuem a absorção de calor nos ambientes internos da concessionária também é destaque: com isso, é possível diminuir a carga no projeto de ar-condicionado. A economia em energia elétrica chega a 12%. Também foi obtida uma redução na quantidade de lixo descartado.

São cinco os pontos atestados pelo LEED e cumpridos pelas instalações da Barigüi: espaço sustentável, eficiência do uso da água, eficiência elétrica, materiais e recursos e qualidade do ar interno. A empresa Visio Certificações realizou a consultoria e auditoria dos processos e submeteu o projeto à avaliação do USGBC (United States Green Building Council), nos Estados Unidos.

“A inovação em processos amigáveis ao meio ambiente é uma das principais premissas do BMW Group e engloba desde a concepção de veículos mais sustentáveis aos processos produtivos e concessionárias que adotam essas práticas. É motivo de muita satisfação sermos parceiros do Grupo Barugüi nesse momento ímpar de reconhecimento“, afirma Luiz Pallos, Gerente Sênior de Desenvolvimento de Rede BMW Group Brasil.

“A sustentabilidade é uma temática importante no cenário mundial e nosso negócio caminha em linha com essa tendência. O cliente premium de hoje deseja encontrar um ambiente saudável dentro e fora da concessionária e o que fizemos na concessionária Barigüi BMW e MINI foi incorporar esse discurso à prática“, celebra Toni Bordin, proprietário do Grupo Barigüi.

Grupo Barigüi

Inaugurada em novembro de 2014, a concessionária Barigüi representante das marcas BMW e MINI atende aos municípios paranaenses de Maringá, Paranavaí, Cianorte, Umuarama, Campo Mourão e Apucarana.

Para mais informações sobre a BMW do Brasil acesse:

www.bmw.com.br

Redes sociais: www.bmw.com.br/interatividade

quarta-feira, 19 de agosto de 2015

ATRIZ JANAINA JACOBINA SERÁ APRESENTADORA DO MISS MUNDO ITATIBA 2015






A apresentadora e atriz Janaina Jacobina será mestre de cerimonia no concurso Miss Mundo Itatiba 2015 ao lado do também apresentador Àlvaro Garnero.
O evento contará com a participação de 20 candidatas onde a vencedora representará a cidade no concurso Miss Mundo São Paulo em 2016. E o corpo de jurados será formado por Brunete Fraccaroli, Priscila Menim e Klaus Venttura.

Data: 27-08-2015
Horário: 19h30
Local: Teatro Ralino Zambotto

segunda-feira, 10 de agosto de 2015

Inadimplentes já somam 56,4 milhões

Perda do emprego e aumento no custo de vida são as duas principais razões para o descontrole

São Paulo, 10 de agosto de 2015 – Estudo do SerasaConsumidor revela que os inadimplentes já somam 56,4 milhões brasileiros. O valor total das dívidas em atraso é de cerca de R$ 243 bilhões. A inadimplência aumentou em relação a junho de 2014, quando 54,1 milhões estavam negativados.

Pesquisa da Serasa com 1.274 consumidores, realizada na semana passada, revela que o desemprego e a alta no custo de vida dificultam as finanças. Para 73% dos entrevistados, a situação econômica pessoal piorou em 2015.

Você teve piora de situação financeira neste ano?

Para os entrevistados, as principais razões apontadas para a decadência das finanças são a perda de emprego (31,87%) e o aumento do custo de vida/inflação (32,18%). A redução da renda justifica a situação para 17,82% das pessoas. Já o descontrole nos gastos da casa é mencionado por 12,56% dos entrevistados e outros 5,57% culpam despesas com financiamentos ou reformas.
Qual foi a principal razão da piora de situação financeira?

Ainda de acordo com a pesquisa do SerasaConsumidor, 69,62% dos entrevistados afirmam não estar com as contas em dia.
Você está em dia com as suas finanças?

Para aqueles que deixaram de honrar pagamentos no último mês, 60,36% não arcaram com uma ou duas contas. Outros 22,21% não pagaram três ou quatro contas e 17,43% afirmaram o acúmulo de cinco ou mais pagamentos em atraso nos últimos 30 dias.
Quantas contas você deixou de pagar no último mês?

Saídas do consumidor para a falta de dinheiro
A pesquisa também mostrou que as pessoas tentam encontrar alternativas para driblar a falta de recursos financeiros. Mais da metade dos entrevistados (55,34%) opta por cortar gastos ou economizar em algumas despesas. Pedir ajuda para familiares e amigos é a saída para 16,33% dos consumidores. Deixar de pagar o total da despesa do cartão de crédito é a escolha de 13,66% do total e usar o crédito disponível no próprio cartão de crédito é a opção para 7,69%. Apenas 6,99% afirmam que continuam a consumir, deixando de pagar algumas contas.

segunda-feira, 3 de agosto de 2015

Anfamoto é a favor de moto andar pelo corredor, desde que o condutor respeite o Código de Trânsito Brasileiro

O Código de Trânsito Brasileiro permite a passagem dos motociclistas no corredor, desde que mantenham certa distância de segurança lateral e frontal entre o seu e os demais veículos

O trânsito caótico das principais metrópoles contribui com que os motociclistas trafeguem pelos corredores, em alta velocidade, muitas vezes de forma irresponsável, para ganhar tempo e chegar ao seu destino o mais rápido possível. Essa cena é tão corriqueira que os usuários de moto criaram o hábito de andar aglomerados, formando filas extensas, que dificultam o deslocamento dos demais veículos, colocando em risco a sua e a vida de outras pessoas. Afinal de contas, é permitido ou não moto transitar entre os carros?

Para o presidente Orlando Leone da ANFAMOTO - Associação Nacional dos Fabricantes e Atacadistas de Motopeças - é aceitável que o motociclista trafegue pelo corredor. “Seria inviável, hoje em dia, reverter essa situação com o trânsito caótico das grandes cidades. Porém, é necessária, também, uma mudança no comportamento dos motoristas, dos motociclistas e do olhar do poder público. Deve-se investir em campanhas educativas, em sinalização e infraestrutura viária adequada, além de auxiliar e estimular o convívio pacífico entre todos”, afirma.

O Código de Trânsito Brasileiro não proíbe a passagem dos motociclistas no corredor, porém determina que os condutores mantenham certa distância de segurança lateral e frontal entre o seu e os demais veículos. Desrespeitar as normas de segurança é considerado infração grave com penalidade de multa.

"O excesso de velocidade torna o hábito de moto transitar pelo corredor perigoso. A frenagem de um carro é diferente de uma moto, o que torna inevitável as colisões traseiras, aumentando significativamente o número de acidentes”, alerta o presidente.

Nova Legislação da Califórnia

Um estudo com base na nova legislação da Califórnia é um exemplo do que ocorre fora do Brasil. O estudo realizado pela Universidade da Califórnia, em Berkeley, afirma que circular de moto pelo corredor é mais seguro para motociclistas do que andar atrás dos veículos de quatro rodas, o que apresenta menos probabilidade de sofrer danos graves em acidentes em relação aos outros que não andavam no corredor no momento da colisão.

O estudo avaliou ainda, que, 6.000 colisões de trânsito envolvendo moto entre junho de 2012 e agosto de 2013, dos quais apenas 1.000 desses acidentes envolveram motos que circulavam pelo corredor. A proposta da nova lei é permitir motocicletas nos corredores, no estado da Califórnia, desde que o condutor da moto não esteja 20 km/h mais rápido que o tráfego ou com velocidade superior a 80 km/h.

SERVIÇO
ANFAMOTO
http://anfamoto.org/site

domingo, 2 de agosto de 2015

As armadilhas da sucessão familiar

*Por Sebastian Soares e Sidney Ito

Geralmente, o planejamento da sucessão familiar não costuma ser o tópico de maior importância para os proprietários de negócios, porém esse item é fundamental para assegurar o sucesso e o valor da empresa num longo prazo. É importante ressaltar a necessidade de se iniciar, ou pelo menos se discutir, o mais cedo possível esse processo. Tendo em vista que um plano bem elaborado não é algo que se obtém do dia para a noite.

Não há como negar, a importância do plano de sucessão numa empresa. Porém, existem, dentro das organizações familiares, diversos obstáculos que impedem o andamento desse projeto. Além disso, esse tipo de companhias possui particularidades que devem ser consideradas para evitar as dificuldades geradas por qualquer conflito interno ou sentimento de decepção que possa vir a acontecer no decorrer desse processo.

Em se tratando de sucessão familiar, o tempo de execução pode ser um dos gargalos enfrentados pelas empresas, já que esse processo requer um planejamento antecipado. O mais recomendado, nesse caso, é ter um plano de sucessão implementado com bastante antecedência, muitos chegam a realiza-lo entre cinco a dez anos. Esse período adicional permite a adaptação e a flexibilidade à medida que a empresa cresce e passa por mudanças de rumo.

Outro empecilho que pode atrapalhar a sucessão e desviá-la do caminho certo é o sentimento de perda do controle dentro da empresa por parte do proprietário. Por isso, é essencial que o processo seja encarado como uma projeção da posição que a organização deverá ocupar no futuro e como uma forma eficaz de proteger e consolidar um legado como parte da cultura da instituição. Para evitar situações como esta, é imprescindível que haja, dentro da companhia, uma comunicação eficaz. Caso ela seja inadequada ou ineficiente, poderá gerar conflitos e desentendimentos, impedindo qualquer tentativa de resolução das questões relativas a este plano.

É interessante ressaltar que, o estabelecimento de informações gerenciais financeiras e não financeiras, precisas, traz a confiança ao proprietário de não se envolver mais no acompanhamento diário das operações e acompanhar a distâncias os resultados da empresa. O sistema de TI, os processos operacionais e o sistema contábil precisam ser efetivos e possuir controles internos adequados para trazer esta confiança.

Nesse contexto de sucessão familiar, é substancial evitar qualquer tipo de conflito interno. Documentar todo esse processo de forma a tornar mais racional cada decisão tomada é uma boa saída para contornar esses problemas, além de contribuir para a apresentação dos esclarecimentos necessários a todas as partes afetadas. Outra solução é permitir que os membros da família e os funcionários da empresa tenham acesso a canais e recursos para expressar suas opiniões, livre de retaliações, mas ficando claro que todas as opiniões e comentários serão avaliados e poderão ou não ser incorporados ao projeto.

Outra questão que também deve estar na pauta dos proprietários de empresas familiares é a escolha do sucessor. Essa tarefa pode ser árdua. Ter um conjunto de objetivos e critérios poderá ajudar a reduzir a possibilidade de conflitos que poderão surgir como parte do processo de sucessão. O mais importante é que a decisão não seja tomada seguindo um método pré-definido e que todos os potenciais candidatos sejam avaliados com base nos requisitos estipulados. Quando existe tempo disponível para essa decisão, tornam-se possíveis maior flexibilização e, ainda, a mentoração dos eleitos, o que poderá resultar na revelação de um líder nato.

Enfim, ter um plano de sucessão implementado é certamente uma necessidade para qualquer empresa que almeja crescer e ser bem-sucedida no futuro. Por mais que esse procedimento não seja fácil de ser colocado em prática, demande tempo e uma quantia considerável de esforço, vale a pena investir nele para que a empresa passe pelo processo sem grandes danos e conquiste uma sucessão eficaz e sem sofrimento. E principalmente, que a sua perenidade seja estabelecida.

* Sebastian Soares e Sidney Ito são sócios da KPMG no Brasil.

Sobre a KPMG

A KPMG é uma rede global de firmas independentes que prestam serviços profissionais de Audit, Tax e Advisory. Estamos presentes em 155 países, com mais de 155.000 profissionais atuando em firmas-membro em todo o mundo. As firmas-membro da rede KPMG são independentes entre si e afiliadas à KPMG International Cooperative (“KPMG International”), uma entidade suíça. Cada firma-membro é uma entidade legal independente e separada e descreve-se como tal.

No Brasil, a organização conta com 4.000 profissionais distribuídos em 13 Estados e Distrito Federal, 22 cidades e escritórios situados em São Paulo (sede), Belém, Belo Horizonte, Brasília, Campinas, Cuiabá, Curitiba, Florianópolis, Fortaleza, Goiânia, Joinville, Londrina, Manaus, Osasco, Porto Alegre, Recife, Ribeirão Preto, Rio de Janeiro, Salvador, São Carlos, São José dos Campos e Uberlândia.

quinta-feira, 16 de julho de 2015

HIPISMO: Equipe de saltos está definida para os Jogos Pan-Americanos



A Confederação Brasileira de Hipismo anunciou hoje (08/6), a equipe brasileira de saltos que irá brigar pelo sétimo pódio consecutivo em Jogos Pan-Americanos. No Canadá, irão representar o Brasil os seguintes conjuntos: Álvaro Affonso de Miranda Neto / AD Rahmannshof’s Bogeno; Eduardo Menezes / Quintol; Karina Johannpeter / Casper 150; Marlon Módolo Zanotelli / Rock’n Roll Semilly ou Zerlin M; Pedro Veniss / Quabri de L Isle. Os quatro titulares e o reserva são serão definidos, em Toronto.

Os cavalos chegam ao Canadá no dia 16/07 e os cavaleiros no dia seguinte. Eduardo Menezes e Marlon Zanotelli integram a equipe do Brasil em Jogos Pan-Americanos pela primeira vez. Já Pedro Veniss e Karina Johannpeter, como reserva, fizeram parte da equipe medalha de ouro nos Jogos Pan-Americanos, do Rio. A amazona gaúcha ainda esteve presente na última edição dos Jogos, em Guadalajara, quando o Brasil levou a prata. Doda Miranda vai para a sua quarta participação, tendo conquistado três medalhas por equipe ( ouro em Winnipeg/1999, bronze em Santo Domingo/2003 e prata em Guadalajara/2011).

Ao todo, o Brasil tem 12 medalhas em Jogos Pan-Americanos na modalidade saltos, sete por equipe e cinco no individual. As competições de salto acontecerão no Centro Equestre Caledon entre os dias 21 e 25 de julho.

O conjunto Felipe N. V. Amaral / Premiere Carthoes BZ está de stand by para compor a equipe brasileira, caso haja algum problema médico ou veterinário até o embarque de cavalos e cavaleiros dia 16/07.

Com a divulgação da equipe de saltos, a CBH completa a convocação do Brasil para as três modalidades: adestramento, CCE e saltos.

Veja a equipe completa de saltos

Álvaro Affonso de Miranda Neto - AD Rahmannshof’s Bogeno
Eduardo Menezes - Quintol
Karina Johannpeter - Casper 150
Marlon Módolo Zanotelli - Rock’n Roll Semilly / Zerlin M
Pedro Veniss - Quabri de L Isle
Técnico: Jean-Maurice Bonneau
Chefe de Equipe: Caio Sérgio José de Carvalho
Veterinário: Rogério Akira Saito

Equipe de CCE

Carlos Parro/ Calcourt Landline
Henrique Pinheiro / LandQuenote
Márcio Carvalho Jorge / Lissy Mac Mayer - Coronel MCJ;
Ruy Fonseca / Tom Bombadill.
Reservas em ordem alfabética:
Márcio Appel / Cross Rock
Marcelo Tosi / Glenfly
Nilson Moreira da Silva / Muggle
Rafael Losano / GlockPullman
Serguei Fofanoff / Estiva TW
Treinador: Mark Todd
Veterinário: Paulo Eduardo Pacheco
Chefe de equipe: Julie Purgly

Equipe de Adestramento:

João Victor Marcari Oliva / Xamã dos Pinhais
Sarah Waddell / Quixote Donelly
João Paulo dos Santos / Veleiro do TOP
Leandro Aparecido da Silva / Di Caprio
Reserva: Pedro Tavares de Almeida / Baluarte do Mito
Técnica: Marriete Withages
Veterinário: Marcelo Servos
Chefe de Equipe: Marcelo Vasconcellos

Medalhas do Brasil em Jogos Pan-Americanos - salto

1967 - Winnipeg - Canadá - ouro por equipe e prata individual de Nélson Pessoa

1991 - Havana - Cuba - ouro por equipe e bronze individual de Vitor Teixeira

1995 - Mar del Plata - Argentina - ouro por equipe

1999 - Winnipeg - Canadá - ouro por equipe e bronze individual de Vitor Teixeira

2003 - Santo Domingo - República Dominicana - bronze por equipe

2007 - Rio de Janeiro - Brasil - ouro por equipe e prata individual de Rodrigo Pessoa

2011 - Guadalajara - México - prata por equipe e bronze individual de Bernardo Alves

sexta-feira, 10 de julho de 2015

Representante da Unesco elogia políticas sociais brasileiras‏




"É importante entender como o Brasil teve bons dados sociais e boas políticas que possibilitaram uma mudança de realidade da população mais pobre. E entender como foram desenvolvidas as ferramentas que causaram este impacto", disse. Durante o encontro, ela convidou a ministra Tereza Campello para participar da Conferência Geral da Unesco, que será realizada em novembro, em Paris.

Tereza Campello apresentou os principais resultados alcançados nos últimos anos com o Programa Bolsa Família e o Plano Brasil Sem Miséria. Com o plano, 22 milhões de brasileiros superaram a extrema pobreza a partir de inovações feitas no Bolsa Família. A ministra falou ainda sobre a importância da união entre o programa de transferência de renda e o Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal - importante ferr amenta para implementar outras políticas públicas.

"O Bolsa Família nos ajudou a ter um mapa com as informações dos nossos beneficiários mais pobres e tivemos como levar as políticas públicas aos que mais precisavam", afirmou a ministra. "Se você quer acabar com a pobreza, você deve ir atrás dessas famílias", completou.

sexta-feira, 26 de junho de 2015

Patricia Freitas disputa a medal race do Europeu de RS:X, na Itália

A competição, que reúne as melhores atletas da classe no mundo, termina neste sábado e vale vaga para o evento teste Aquece Rio

No penúltimo dia de regatas em Palermo, na Itália, Patricia Freitas garantiu a vaga para a disputa da regata final do Campeonato Europeu de RS:X, a medal race, amanhã, dia 27. A competição, que começou no dia 22, chegou a ter regatas suspensas por falta de vento, mas foi concluída no início da tarde desta sexta-feira. O grupo de 62 velejadoras foi divido em dois, gold e silver, por ordem de pontuação. Patricia fechou a classificação em 9º lugar e as dez primeiras colocadas do grupo gold disputam a regata final.

"A ideia de disputar o Europeu era me preparar para o Pan, especialmente pela característica do vento, que é parecida com que vou encontrar, em Toronto. Mas não foi bem assim, nos dias de vento fraco, não teve regata, e quando teve, o vento estava forte. Mas o nível aqui está altíssimo, como um mundial. Ter a vaga para a medal race é maravilhoso", comemora Patricia.

O Campeonato Europeu de RS:X vale como seletiva para o Aquece Rio, evento teste para os Jogos Olímpicos de 2016, que será realizado em agosto. Após o torneio, Patrícia Freitas tem pela frente os Jogos Pan-americanos, em que defende a medalha de ouro conquistada em Guadalajara, 2011. A atleta embarca para Toronto no início do próximo mês.

Visita de Dilma aos EUA sinaliza retomada da relação política entre governos, fala especialista em relações internacionais


Escute o podcast da UNESP

 http://podcast.unesp.br/podmundo-25062015-mundo-e-politica-visita-de-dilma-aos-eua-sinaliza-retomada-da-relacao-politica-entre-governos-fala-especialista-em-relacoes-internacionais

Consórcio Pesquisa Café é modelo inovador na geração e transferência de tecnologias para a cafeicultura


Abertura do IX Simpósio de Pesquisa dos Cafés do Brasil reúne mais de 500 especialistas do setor no Centro de Convenções de Curitiba - Paraná


Começou nesta quarta-feira (24) e vai até sexta-feira (26) o IX Simpósio de Pesquisa dos Cafés do Brasil, que acontece no Centro de Convenções de Curitiba. Participam do encontro mais de 500 pesquisadores, técnicos, estudantes, produtores, empresários e lideranças do setor.


“Contando com 130 projetos de pesquisa e 623 planos de ação, que envolvem mais de 800 pesquisadores, professores e técnicos, o arranjo institucional do consórcio é um modelo único no mundo”, disse Gabriel Bartholo, gerente-geral da Embrapa Café, coordenadora do Consórcio Pesquisa Café, na palestra de abertura.


De acordo com Bartholo, a produção brasileira de café era de 18,9 milhões de sacas em 1997, quando o Consórcio foi fundado, volume que chegou a 45, 3 milhões em 2014. “Esse acréscimo se deve, em grande medida, à aplicação das novas tecnologias geradas pelas entidades integrantes do Consórcio Pesquisa Café”, acrescentou.


Entre os avanços obtidos no âmbito do Consórcio, Bartholo cita a ampliação do conhecimento sobre o estresse hídrico controlado; manejo da adubação; cultivares resistentes a nematoides, ferrugem e bicho-mineiro; utilização da braquiária como planta de cobertura nas entrelinhas das lavouras; manejo da poda e colheita – manual, semimecanizada e mecanizada – e estudos sobre consumo de café e seus efeitos na saúde humana. O gerente também destacou o esforço envolvido no sequenciamento do genoma funcional das espécies Coffea arabica e Coffea canephora.


Gerência de Transferência de Tecnologia da Embrapa Café

Centro de Convenções de Curitiba - Paraná
Contatos: cafe.imprensa@embrapa.br / 61 3448-4010

Agenda da alimentação saudável é fundamental para o Brasil enfrentar os novos desafios

As prioridades para o próximo período que estão no PPA foram discutidas nessa quarta-feira (24), durante a 20ª reunião do Pleno Executivo da Câmara Interministerial de Segurança Alimentar e Nutricional (Caisan), coordenada pelo Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS).

O PPA 2016-2019 define oito objetivos, como a ampliação e a oferta de alimentos saudáveis; da disponibilidade desses produtos nas mais diferentes regiões; a educação alimentar, levando informação ao consumidor sobre a qualidade nutricional dos alimentos, e a importância da alimentação saudável, bem como os estímulos no ambiente escolar.

“Colocamos a agenda da alimentação saudável como prioritária para o próximo período”, disse o secretário nacional de Segurança Alimentar e Nutricional do MDS, Arnoldo de Campos, que também é secretário executivo da Caisan. Segundo ele, as ações desse plano são mais inovadoras porque o governo aperfeiçoou as metas, iniciativas e objetivos.

Brasília, 25 – A segurança alimentar e nutricional será prioridade no Plano Plurianual (PPA) 2016-2019. O Brasil acumula vários resultados positivos, como a saída do mapa da fome da Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO), e agora terá outros desafios, como o combate à obesidade e ao sobrepeso, além da promoção de ações de segurança alimentar e nutricional para os povos e comunidades tradicionais que ainda estão em insegurança alimentar.

“Temos um PPA muito qualificado que vai dar um horizonte de trabalho muito rico e com mais resultados. Conseguimos mais engajamento dos ministérios e uma maior articulação. O plano é intersetorial, com uma visão federativa maior, principalmente porque já temos uma experiência acumulada nesses anos e muitos resultados obtidos. Temos um legado e agora podemos avançar a partir dele”, acrescentou o secretário.

Arnoldo destaca que o PPA foi construído com a participação da sociedade e procura responder aos seus anseios. “Ouvimos as pessoas antes e durante a construção do plano. O plano reflete esse diálogo. As diversas propostas que estão hoje no PPA foram trazidas pela sociedade e compõem as prioridades do governo federal”, reforça.

A 5ª Conferência Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional, que será realizada em novembro, também foi tema da reunião. Com o tema “Comida de verdade no campo e na cidade: por direitos e soberania alimentar”, o encontro organizado pela sociedade civil contará com a participação dos governos municipais, estaduais e federal.

Para o secretário, o evento será um momento de avaliação do que foi feito, mas também será oportunidade para discutir os desafios. “Temos que prestar contas para a sociedade civil de tudo que fizemos e conquistamos nos últimos anos. Esse é o dever do governo. Queremos garantir que nossa participação seja mais qualificada possível, respeitando a sociedade no direito que ela tem de saber o que estamos fazendo”, ressalta Arnoldo.

Informações sobre os programas do MDS:
0800-707-2003
mdspravoce.mds.gov.br