PROGRAMA BALADA DA FADA

quinta-feira, 26 de março de 2015

Aprovação do Orçamento Impositivo prejudicou Saúde+10

Ao aprovar na noite desta terça-feira (10) as novas regras para o financiamento da saúde, o Congresso Nacional desconsiderou o apelo de mais de 2,2 milhões de brasileiros que apoiaram o Projeto de Lei de Iniciativa Popular “Saúde+10”. Para o presidente do Conselho Federal de Medicina (CFM), Carlos Vital, a aceitação da aplicação mínima em saúde de 15% da Receita Corrente Líquida (RCL) da União até 2020 – dispositivo incluído na PEC do Orçamento Impositivo (358/13) – prejudica essa histórica luta da sociedade civil organizada.

Nos últimos cinco anos, entidades ligadas ao setor, dentre elas o CFM, conseguiram reunir milhões de assinaturas em prol do Saúde+10 (PLP 321/13), que pedia a destinação de 10% da Receita Corrente Bruta (RCB) da União para o Sistema Único de Saúde (SUS). Além de não responder aos anseios da população, a alteração aprovada em segundo turno pela Câmara dos Deputados, na avaliação de Vital, agrega muito pouco em termos de novos recursos e traz danos imediatos.

“Sem efetivo aumento de recursos ao setor, continuaremos enfrentando problemas como a superlotação de serviços de urgência e emergência e a falta de leitos, equipamentos e insumos hospitalares. Além disso, a carência financeira pode ainda ampliar os problemas enfrentados pela rede de hospitais conveniados, em especial filantrópicos e santas casas, que recentemente sofreram com sucessivos atrasos e falta de pagamentos”, disse.

Sensibilização – Na tentativa de sensibilizar mais uma vez os parlamentares, o CFM encaminhou no início desta semana um alerta a todos os senadores e deputados federais, no qual repudiava a aprovação das regras nos moldes atuais. Além da autarquia, entidades como a Associação Brasileira de Economia da Saúde (Abres), o Centro Brasileiro de Estudos de Saúde (Cebes), a Associação Brasileira de Saúde Coletiva (Abrasco), dentre outras, também se manifestaram contrárias aos dispositivos da PEC 358/2013 que alteraram o percentual do financiamento federal do SUS.

“É consenso entre autoridades, parlamentares e sociedade que o SUS precisa de mais recursos. Tínhamos na PEC do Orçamento Impositivo uma oportunidade de efetivamente ampliar essa base de financiamento”, lamentou o presidente do CFM. Para ele, um aumento real de verbas poderia dar solução às sucessivas crises pelas quais passa a rede pública. “Defendemos um projeto que corresponderia a um acumulado de R$ 257,1 bilhões em cinco anos – uma proposta muito mais vantajosa do que a confirmada pelo Congresso”.

Impacto mínimo – Segundo o texto aprovado pela Câmara dos Deputados, haverá uma ampliação progressiva dos recursos para a saúde nos cinco anos seguintes ao da sua promulgação. No primeiro ano, a aplicação mínima em saúde será de 13,2% da RCL; no segundo ano, 13,7%; no terceiro, 14,1%; no quarto, 14,5%; e, no quinto ano em diante, 15%.

Estimativas da Abres indicam, no entanto, que a fixação do percentual pela RCL resultará num acumulado de recursos, em cinco anos, de apenas R$ 64,2 bilhões (se tomado como base 15% da RCL em todo este período). Segundo a entidade, 10% da RCB seria equivalente a algo em torno de 18,7% da RCL. Se aprovado, o projeto do Saúde+10 permitiria ao SUS contar com um aporte correspondente a 0,8% do Produto Interno Bruto (PIB).

A PEC 358/13 determina ainda que 50% das emendas parlamentares individuais sejam direcionados à área da saúde. Ao invés de ser um acréscimo ao orçamento, o texto permite que o Executivo contabilize esta verba no percentual mínimo que a União deverá aplicar por ano no setor.

CONSELHO FEDERAL DE MEDICINA

terça-feira, 17 de março de 2015

Empresa importa produtos que reduz utilização de água nos hospitais‏


Com a recente escassez de água, a Tagmed, empresa de distribuição e comercialização de produtos médico-hospitalares, iniciou a importação de produtos da Holanda para banho de leito – para pacientes acamados. Os materiais substituem a utilização de banhos tradicionais, reduz em 35% o seu custo e já são muito utilizados em hospitais, centros médicos e cirúrgicos do Rio de Janeiro, como na rede de Hospitais Copa D’Or e no Distrito Federal e Minas Gerais.

Formado em Administração de empresa pela UNITAU – Universidade de Taubaté, Davi Sierra, atualmente é empresário e CEO da Tagmed, empresa especializada na comercialização e distribuição de produtos médico-hospitalares em todo território nacional e representante exclusivo Romed no Brasil.

Empreendedor há mais de 17 anos, o executivo está em constante busca de oportunidades para agregar novos desafios profissionais, investindo em grandes empresas nacionais com potencial de expansão do Brasil. Com experiência em mídia e comercio exterior, Davi Sierra é proprietário também da Sky Trade importação e Exportação, empresa que oferece soluções em comércio exterior com alta qualidade e eficiência.

Sem a utilização de água, os produtos garantem conforto e bem estar aos pacientes, além de mais segurança na prevenção de quedas e infecções. Com uma luva de higiene pessoal, touca com shampoo e lenços umedecidos, com alto padrão de qualidade, tamanhos superiores ao padrão de mercado e com grande absorção.

O executivo esta disponível para conceder entrevistas, e no site (http://www.tagmed.com.br/videos.php#videos)você poderá assistir um vídeo explicativo de banho de leito com esses produtos.

Sobre a Tagmed
A Tagmed é uma empresa especializada na comercialização e distribuição de produtos médico-hospitalares e medicamentos em todo território nacional. Consciente da responsabilidade com a saúde das pessoas, as operações de importação, armazenagem, logística, distribuição e comercialização são executadas dentro dos mais rigorosos padrões de qualidade e excelência do segmento, que garantem a certificação de sua eficácia, satisfazendo às necessidades de dos clientes, sejam eles de pequeno, médio ou grande porte.

segunda-feira, 2 de março de 2015

MAESTRO ADYLSON GODOY COMEMORA JUBILEU DE OURO

O Maestro Adylson Godoy realizará um show de abertura em homenagem aos seus 50 anos de carreira. O show será realizado em 07 de março de 2015, as 21 hs, no Teatro Santos Dumont em São Caetano do Sul.


Os ingressos podem ser adquiridos antecipados nos sites:
www.agarre.com

Apoio Cultural:

Prefeitura de São Caetano do Sul
Secretaria Municipal de Cultura
www.saocaetanodosul.sp.gov.br

Pianos Fritz Dobbert
www.fritzdobbert.com.br

Ordem dos Músicos do Brasil
www.ombsp.org.br

Sindicato dos Músicos do Estado de São Paulo
www.sindmussp.com.br

Fundação das Artes de São Caetano do Sul
www.fascs.com.br

Clam Escola de Música
www.clamescolademusica.com.br

Produção:

VRS Produções
www.vrsproducoes.com.br

Fada Celeste Produções
www.fadaceleste.com.br

domingo, 1 de março de 2015

MAURICIO DE SOUZA PRESTA HOMENAGEM PARA O ATOR LEONARD NIMOY

O ator Leonard Nimoy faleceu hoje com 83 anos de idade. Um dos principais personagens da série Star Treck foi tema de um especial da Turma da Mônica chamado "Star Treco". O desenho brinca com os filmes longas da série que fizeram grande sucesso no cinema.

Fica aqui a homenagem do desenhista Mauricio de Sousa, também fã da série de TV e cinema.