PROGRAMA BALADA DA FADA

sexta-feira, 23 de outubro de 2015

CINCO DICAS PARA PROFISSIONAIS DE MARCENARIA ECONOMIZAREM EM TEMPOS DE CRISE

Os profissionais de marcenaria sabem que prezar por matéria prima de qualidade e oferecer uma peça com acabamento refinado ajudam a fidelizar o cliente e a agregar valor aos seus produtos. Em tempos de crise, todo o cuidado para evitar desperdícios com materiais é importante para otimizar gastos e aumentar a lucratividade sem deixar de lado a qualidade do móvel.

Alexandre Novoselecki, diretor geral da REHAU, empresa alemã fornecedora de inovações e soluções à base de polímeros para a indústria moveleira, dá algumas dicas de boas práticas para economia em tempos de crise econômica aos profissionais desse setor:

1.Planeje todo o projeto antes de começar. Tudo começa com um bom planejamento do projeto, que deve ser preciso, detalhado e com boas medições. Saiba qual matéria-prima será necessária e se seu estoque atende à demanda do projeto, do começo ao fim. É importante ter um bom controle e gerenciamento de todos os processos de produção a fim de evitar desperdícios e também ter segurança de que você conseguirá entregar as peças no prazo prometido para o cliente.

2. Calcular os custos corretamente é fundamental. Um cálculo exato para o mínimo de desperdício é fundamental quando se fala em economia. Hoje existem diversas ferramentas online e aplicativos que ajudam a calcular a quantidade de material necessária para cada projeto. A REHAU, por exemplo, oferece o App "REHAU Soluções para Móveis", disponível para download gratuito em iOS e em Android, que permite o cálculo da metragem de fita de borda para o seu projeto. Quando você calcula os custos de produção com cuidado, você se certifica que sua margem de lucro não será prejudicada por imprevistos de última hora.

3. Use produtos de qualidade. A qualidade do acabamento do seu produto será o principal fator que garantirá a fidelização dos clientes. Por isso é importante trabalhar com produtos de qualidade e marcas de confiança, que ajudarão a agregar valor ao seu produto. Além de aumentar a satisfação do consumidor, a matéria-prima de qualidade também possibilita mais confiança na hora de executar o projeto e evita surpresas no meio do processo de produção.

4. Preste atenção na sua equipe. Sem uma boa equipe, não há um bom resultado. Ter pessoas capacitadas é essencial em todas as etapas do projeto, desde a operação das máquinas até a montagem, que idealmente deve ser realizada uma única vez, evitando a necessidade de "refação" de serviços. Afinal, tempo é dinheiro, e uma equipe bem treinada e que recebe atenção é uma equipe mais feliz, mais produtiva e que entrega produtos de qualidade superior.

5. Mantenha a manutenção do maquinário em dia. É fundamental seguir à risca as recomendações do fabricante para a manutenção do maquinário. Isso não só aumenta a vida útil do equipamento, o que significa mais lucratividade, mas também aumenta a sua eficiência na hora da produção. Um equipamento bem mantido e regulado é básico para todo e qualquer trabalho de marcenaria.

Sobre a REHAU

A REHAU é uma empresa líder nas áreas de Construção, Automóvel e Indústria no Brasil e no mundo e trabalha com o princípio de substituir materiais tradicionais por soluções criativas de polímeros de melhor desempenho. Está presente em mais de 170 localidades em 54 países, e possui mais de 18.000 colaboradores que contribuem para o crescimento e o sucesso da REHAU. Para mais informações, visite http://www.rehau.com.br


Caravana do Desenvolvimento Local e Trabalho Decente será lançada na segunda-feira, 26

Bairro do M’Boi Mirim recebe a primeira edição que tem o objetivo de fomentar o trabalho e a geração de renda, com ações focadas no empreendedorismo e desenvolvimento local

A Secretaria Municipal do Desenvolvimento, Trabalho e Empreendedorismo (SDTE) lançará na próxima segunda-feira, 26, às 14h30, em cooperação com a Agencia São Paulo do Desenvolvimento (Adesampa), a Caravana do Desenvolvimento Local e Trabalho Decente, no bairro do M’Boi Mirim, zona sul da capital. O objetivo do projeto é fomentar na cidade o trabalho e a geração de renda com ações focadas no empreendedorismo com o intuito de desenvolver o território local.

A população terá acesso à equipe técnica da Adesampa para orientar sobre as vantagens de se tornar um microempreendedor individual (MEI) com o negócio formalizado. Além do suporte, é possível realizar na unidade do MEI Móvel, que estará no local, emissão do carnê de pagamento mensal e vencido; impressão do comprovante de inscrição e situação cadastral (CNPJ); impressão do cadastro de contribuinte mobiliário (CCM); orientação sobre nota fiscal (comércio e prestação de serviços); declaração anual de rendimentos (do MEI); impressão da inscrição estadual; emissão de certificado da condição do MEI; alteração cadastral e cancelamento do MEI.

A viabilização dos negócios, por meio de financiamento, contará com o apoio da Caixa Econômica Federal e Banco do Brasil, com os programas de microcrédito orientado e produtivo de ambos. Pela CEF, o programa Caixa Crescer disponibiliza linha de crédito com taxa de juros a 2,4% ao mês, sendo o mínimo de R$ 300,00 e o máximo de R$ 15.000,00. O primeiro empréstimo é no valor máximo de R$ 5.500,00

Para o secretário Artur Henrique, a Caravana se junta às diversas ações que a SDTE tem promovido para auxiliar na geração de trabalho e renda na cidade. “A estratégia é mapear e descobrir a vocação dos bairros por onde a Caravana passar. A Adesampa estará com agentes de desenvolvimento em contato com lideranças locais a fim de apurar e disseminar as informações que possam auxiliar a população a encontrar outros caminhos para gerar renda. O CATe (Centro de Apoio ao Trabalho e Empreendedorismo) também estará nesse suporte, ofertando vagas de emprego e reforçando as relações com os empregadores da região para que a comunidade consiga trabalho, sem precisar fazer grandes deslocamentos. Além disso, queremos com essa ação montar uma agenda do Trabalho Decente na cidade

A programação ocorrerá na abrangência das 32 subprefeituras de São Paulo, disponibilizando a estrutura aos moradores por até cinco dias, dependendo da demanda da região.

Programação:

· Subprefeituras M'Boi Mirim / Capela Socorro

Período: 26 a 29 de outubro

Dias: 26 e 27/10 -M'Boi Mirim- Associação do Moradores Santa Lúcia - Rua das Variações Musicais, 100 – (paralela à Estrada da Baronesa) -

Dia: 28/10 - M'Boi Mirim - Praça do Aracati - Rua Inácio Couto com Estrada da Cumbica (ao lado base PM)

Dia: 29/10 - Capela do Socorro- Av. Ana Felícia Mendez, 01 – Chácara do Conde

· Subprefeitura Parelheiros

Período: 3 a 6 de novembro

Dia: 3/11 - Centro de Parelheiros – Rua Amaro de Pontes- (ao lado da Igreja Santa Cruz)

Dia: 4/11 - Parelheiros- Rua Maria Costa Bezerra, s/nº – Recanto Campo Belo

Dia: 5/11 - Parelheiros - Rua das Palmeira, 70 – Vargem Grande

Dia: 6/11 - Parelheiros - Rua Luigi de Caruso, 10 – Jardim São Norberto



· Subprefeituras Cidade Ademar / Campo Limpo

Período: 16 a 19 de novembro

Dia: 16/11 - Campo Limpo - Estrada de Itapecerica , 4015 (próximo ao Metrô Capão)

Dia 17/11 - Campo Limpo- Av. Comendador Santanna (próximo a loja Pernambucanas)

Dia 18/11 - Cidade Ademar- Pça. do Guacuri (Paralela a Estrada Alvarenga)

Dia 19/11 - Cidade Ademar- UBS- Jardim Domitela- 07 Campos



· Subprefeituras São Mateus/ Cidade Tiradentes

Período: 23 a 27 de novembro

Dia 23/11 - São Mateus- “Associação dos Moradores Nova Esperança”- Rua Morro das Pedras- Jardim Rodolfo Pirani

Dias 24 e 25 - São Mateus- Praça Felisberto Fernandes da Silva- Jardim Rodolfo Pirani

Dia 26 - Cidade Tiradentes - Avenida dos Metalúrgicos, altura do número 2.194 (Praça 65 - ao lado do Instituto Pombas Urbanas)

Dia 27 - Cidade Tiradentes- Av. Naylor de Oliveira, altura do número 01 (Praça Maria das Graças)



· Subprefeituras Pirituba / Lapa

Período: 30 de novembro a 4 de dezembro

30/11 a 1/12 – Lapa - Rua Paúva, 257 (Praça Dona Nair Zampieri)

Dias: 2, 3 e 4 – Pirituba - Av. Raimundo Pereira de Magalhães, 11.980 (em frente ao Mercado Atacadão)



· Subprefeituras Butantã / Perus

Período: 7 a 11 de dezembro

Dia 7: Butantã- Av. Vaticano, 128- (esq. c/ Rua Padre João da Cunha- Jd. João XXIII Dia 8: Butantã- Rua Baltazar Rabelo altura do numero 3,771 da Av. Corifeu de Azevedo Marques - (entrada da Comunidade São Remo- no estacionamento do Sup. Roldão)

Dia 9: Butantã- Av. Pujas Sabate, s/nº – alt. nº 839 da Av. Rio Pequeno- Jd. Ivana

Dia 10: Perus - Av. Dr. Sylvio de Campos- Pça. Luiz Neri- Centro Perus

Dia 11 Perus - Av. Cel. José Gladiador esq. c/ Rua Salvador Albano – Jd. Santa Fé – Morro Doce -

· Subprefeituras Ermelino Matarazzo / São Miguel Paulista

Período: 14 a 18 de dezembro

Dia 14: Ermelino Matarazzo - Pça. Giovanni Fianni- alt. nº 4.600 da Av. São Miguel c/ Rua Boturussu - Ponte Rasa

Dia 15: Ermelino Matarazzo - Praça 1º Maio com Av. Paranaguá- Centro Ermelino

Dia 16: São Miguel Paulista - Diogo Gonçalves Laço – Bairro do Jardim Romano – Distrito do Jardim Helena

Dia 17: São Miguel Paulista- Rua: São Gonçalo do Rio das Pedras (em frente a estação Jd Helena/Vila Mara – Bairro de Vl Mara

Dia 18: São Miguel Paulista - Rua José Otoni (no Mercado Municipal de S.M.P) -Galpão D - Pça. Padre Aleixo Monteiro Dias

*A programação pode sofrer alterações
Serviço

Lançamento da Caravana do Desenvolvimento Local e Trabalho Decente

Data: 26/10

Horário: 14h30

Local: Rua das Variações Musicais, 100 – (paralela à Estrada da Baronesa) – M’Boi Mirim