PROGRAMA BALADA DA FADA

quarta-feira, 6 de abril de 2016

14ª edição do SPA Week terá salões de beleza e agendamento via aplicativo

O SPA Week, que acontece de 16 a 30 de abril, chega à sua 14ª edição repleto de novidades. Além de massagens, drenagens, banhos de ofurô e vários outros tratamentos disponíveis em spas e centros estéticos, o público terá acesso aos serviços de salões de beleza.

Mais de 300 estabelecimentos vão oferecer procedimentos de estética, relaxamento e beleza a um preço fixo e promocional nos estados: São Paulo e Rio de Janeiro a R$85, Minas Gerais, Goiás, Santa Catarina, Paraná, Bahia, Ceará, Pernambuco, Rio Gde do Sul, Mato Grosso do Sul, Maranhão e Amazonas, Acre, Amapá além do Distrito Federal por R$75. Ainda terá disponível um novo serviço nesta edição: o Spa Week Premium com tratamentos ainda mais exclusivos, como o próprio nome sugere, por R$ 170 em São Paulo e Rio e de R$ 150 nos demais estados e Distrito Federal.

A edição de outono do evento conta mais inovações: o agendamento dos serviços poderá ser feito online e também por meio do aplicativo Beauty Date, disponível para IOS e Android. Além disso, será possível utilizar ou presentear com o voucher online ou cartão físico disponibilizado para os clientes via correio.

“O Spa Week é um importante meio de disseminação da prática do relaxamento e do cuidado com a beleza. É a oportunidade das pessoas aproveitarem os serviços a custos mais acessíveis como incentivo extra. A rotina diária é muito corrida e nós acreditamos que todos merecem um tempo para cuidar de si”. Diz Lara Munhoz, diretora executiva do evento.

Todos os tratamentos, serviços e estabelecimentos participantes podem ser conferidos no site oficial do evento www.spaweek.com.br

Energia de Belo Monte já chega às casas dos consumidores

A energia elétrica da Usina Hidrelétrica Belo Monte está chegando às casas de milhões de consumidores brasileiros desde o último domingo (3), informa a empresa Norte Energia, concessionária do empreendimento.

A primeira turbina a entrar em operação, na Casa de Força Principal (sítio Belo Monte), iniciou a sincronização com o Sistema Interligado Nacional (SIN) no domingo (3), com capacidade de gerar até 611,1 Megawatts (MW). Uma outra turbina menor, de 38,9 MW, foi sincronizada na Casa de Força Complementar (Sítio Pimental) na última segunda-feira (4).

As duas unidades geradoras estão na fase de pré-operação comercial. Na próxima etapa, elas receberão a autorização da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) para começar a operação comercial. Nessa fase de testes, a energia já é remunerada pelo sistema elétrico, mas os contratos de venda firmados em 2010, data do leilão da usina, com 27 empresas distribuidoras de 17 Estados, só começam a vigorar na fase de operação comercial, o que deve ocorrer nos próximos dias.

Belo Monte é formada por duas casas de força, sendo a principal dotada de 18 turbinas tipo Francis, com capacidade de 611,1 MW cada uma, totalizando 11 mil MW. Quando concluída, essa casa de força responderá por 97% da energia do empreendimento.

A casa de força complementar terá seis turbinas do tipo bulbo, com 38,9 MW, e capacidade total de 233 MW. Ou seja, toda a energia que será gerada na casa de força complementar corresponderá a apenas 38% da capacidade de uma única turbina da casa de força principal. Quando se fala em atraso no fornecimento de energia da Usina de Belo Monte, a referência é apenas a essas seis turbinas, ou 3% da energia a ser gerada, destaca a Norte Energia.